Siga-nos nas redes

País

Primeiro-ministro apela à vigilância contra a “brutalidade” da violência doméstica

Publicado

em

Pedido que se continue a reforçar a vigilância e a ação contra esta “pandemia, tantas vezes silenciosa e sempre brutal”, o primeiro-ministro assinalou hoje o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.

Esta posição foi transmitida por António Costa através de uma mensagem que publicou na sua conta pessoal na rede social “Twitter”.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



“Neste Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, não bastam palavras de condenação e censura. Precisamos de continuar a agir contra esta outra pandemia, tantas vezes silenciosa e sempre brutal, da violência de género”, escreveu o primeiro-ministro.

António Costa referiu depois que o Governo lança hoje a campanha “Eu sobrevivi”, que pretende reforçar a vigilância contra a violência doméstica e alerta para os desafios impostos pela covid-19″.

“Denunciemos, atuemos. A violência contra as mulheres e a violência doméstica são crimes públicos e uma responsabilidade de todos”, acrescentou.

A Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica acolheu 625 pessoas na segunda vaga da pandemia, e fez mais de 12 mil atendimentos, tendo havido ainda 150 pessoas que conseguiram terminar o processo de autonomização.

Em declarações à agência Lusa, por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, em que o governo divulga uma nova campanha contra a violência doméstica, a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, referiu que nesta segunda vaga da epidemia de covid-19 em Portugal, entre 28 de setembro e o dia 08 de novembro, a Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica acolheu 625 pessoas, entre 309 mulheres, 304 crianças e 12 homens.

Além disso, segundo Rosa Monteiro, foram feitos 12.419 atendimentos, o que significa que, em média, a Rede fez quase 303 atendimentos por dia ao longo destes 41 dias contabilizados na segunda vaga da pandemia.

Entre os mais de 12 mil atendimentos feitos neste período, a secretária de Estado salientou que 503 deles eram “situações novas que chegaram pela primeira vez às equipas de atendimento à procura de ajuda”.

Durante o mesmo período houve 150 pessoas que concluíram o seu processo de autonomização, enquanto na primeira fase foram 370, mas dispersas por um período temporal maior, entre 18 de março e 15 de junho.

Já durante a primeira vaga da pandemia, entre 18 de março e finais de junho, a Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica (RNAVVD) acolheu 848 pessoas, entre 499 mulheres, 328 crianças e 21 homens, além de ter feito 24.692 atendimentos.

Os dados mais recentes do Governo revelaram que a violência doméstica já matou 20 pessoas até ao dia 19 de novembro, 16 das quais mulheres. As participações de crimes de violência doméstica cresceram entre julho e setembro, com 8.228 ocorrências participadas à PSP e GNR, mais 1,12% do que as 8.137 no período homólogo de 2019 e mais do que as 6.928 registadas no segundo trimestre de 2020.

Também o número de pessoas presas por crimes de violência doméstica aumentou, assim como o de pessoas integradas em programas para agressores.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 45 minutos

Famalicão: CITEVE e Braz Costa destacados como “rostos” da inovação e sucesso da indústria têxtil no concelho

Duas décadas depois, o atual diretor-geral do Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário- CITEVE, com sede em Vila Nova de Famalicão,...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Campo de férias “Páscoa Aventura” decorre entre 25 e 28 de março

De 25 a 28 de março decorre o campo de férias “Páscoa Aventura”, uma iniciativa dinamizada pelo Município de Vila...

Desportohá 3 horas

Famalicão: Alunos da Academia Louro Kids brilham no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu

Os alunos da EB Lml Louro destacaram-se em Vizela, este sábado, no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu Sistema de Luta onde...

Famalicãohá 4 horas

Famalicão: Serviços Municipais já destruíram mais de 8 mil ninhos de vespa asiática

Os Serviços Municipais de Proteção Civil (SMPC) de Vila Nova de Famalicão destruíram, ao longo da última década, mais de...

Economiahá 5 horas

Nova semana traz aumento no preço da gasolina mas gasóleo fica mais barato

Os preços dos combustíveis mais utilizados seguem tendências distintas já na próxima segunda-feira, assim indicam as previsões do setor, nesta...

Famalicãohá 5 horas

Famalicão: Casa do Território expõe “10 anos de tesouros” arqueológicos

Uma parte de uma Ara (altar romano), utensílios da Idade do Bronze, o chão de uma lareira do Castro de...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Infraestruturas de Portugal investe 10 milhões na requalificação da EN206

 A Infraestruturas de Portugal (IP) aprovou o lançamento do concurso público, por 10 milhões de euros, para a requalificação da...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Trânsito condicionado após colisão rodoviária em Arnoso

O trânsito ficou condicionado na manhã desta sexta-feira, na Avenida Conde de Arnoso, em Arnoso Santa Maria, na sequência de...

Paíshá 6 horas

GNR: Homem roubava caixas de correio para vender online

No dia 23 de fevereiro, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Penafiel, do Comando Territorial do Porto, conduziu uma...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão destinou mais de 157 mil euros para apoiar desportistas locais em 2023

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em 2023, garantiu o pagamento das inscrições federativas e respetivos seguros a...

Arquivo

Mais Vistos