Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Hotéis poderão ser usados como centros de dia temporariamente

Publicado

em

Os estabelecimentos hoteleiros, de turismo de habitação e ‘resorts’ estão autorizados a serem temporariamente usados como escritórios, ‘showrooms’ e centros de dia, segundo decreto-lei publicado em Diário da República,

O diploma publicado no domingo, para alterar as medidas excecionais e temporárias relativas à pandemia da doença covid-19, especifica que esta autorização excecional e temporária abrange os empreendimentos turísticos, cuja classificação inclui estabelecimentos hoteleiros, aldeamentos turísticos, apartamentos turísticos, conjuntos turísticos (‘resorts’), empreendimentos de turismo de habitação, empreendimentos de turismo no espaço rural e, ainda, parques de campismo e de caravanismo.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Das medidas excecionais aplicáveis aos empreendimentos turísticos, introduzidas pelo decreto-lei que entrou em vigor hoje, dia seguinte ao da sua publicação, contam a possibilidade de disponibilizar a totalidade ou parte das unidades de alojamento que compõem estes empreendimentos para outros usos compatíveis.

E o diploma define esses usos: alojamento prolongado, com ou sem prestação de serviços; escritório e espaços de cowork; reuniões, exposições e outros eventos culturais; ‘showrooms’; ensino e formação e salas de convívio de centros de dia ou outros grupos ou organizações.

“O número de unidades de alojamento a disponibilizar para outros usos é definido pelas entidades exploradoras dos empreendimentos turísticos”, acrescenta, precisando que a afetação de parte ou da totalidade das unidades de alojamento pelas entidades exploradoras “não implica a perda” da qualificação como empreendimento turístico.

A disponibilização de unidades de alojamento depende do preenchimento de várias condições pelas respetivas entidades exploradoras, como a garantia da articulação dos novos usos com a atividade turística, sempre que esta se mantenha, e a comunicação ao Instituto do Turismo de Portugal da identificação das unidades de alojamento e o número de camas correspondentes a afetar a usos distintos da exploração turística.

“A disponibilização de unidades de alojamento para outros usos determina, na parte aplicável, o cumprimento das regras sanitárias fixadas pela Direção-Geral da Saúde, bem como das demais normas aplicáveis à atividade a desenvolver”, lembra o Governo no diploma.

Estes novos fins dos empreendimentos turísticos tinham sido, no início deste mês, reclamados pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), que em comunicado anunciou ter enviado ao Governo uma proposta para utilizações comerciais, de curta ou longa duração, das unidades de alojamento dos hotéis, desocupadas por causa da covid-19, e que já servem para alojamento a estudantes, no âmbito de protocolos com as Universidades ou semi-residência de profissionais de saúde.

A associação defendeu, na altura, que as unidades poderiam albergar “serviços de escritório, espaços de ‘cowork’, realização de reuniões, exposições e outros eventos culturais, showrooms, ensino e formação” e mesmo “centros de dia ou residências assistidas”.

Citado no mesmo comunicado, o presidente da AHP, Raul Martins, disse que “a situação é complexa”, destacando a luta pela “manutenção das empresas e dos postos de trabalho” e referindo que “a alteração temporária de uso das unidades de alojamento pode ser uma boa alternativa para muitos empreendimentos turísticos, porque hóspedes, que garantam a sustentabilidade do negócio” não se sabe quando voltarão. 

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Colisão em Calendário provoca um ferido

Uma pessoa ficou ferida, ao final da tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão rodoviária na rua Alberto Sampaio,...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Colisão em Ribeirão faz dois feridos

Duas pessoas ficaram feridas ao final da tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão rodoviária na Avenida da Industria,...

Famalicãohá 14 horas

Bombeiros Voluntários Famalicenses de luto com falecimento do elemento Sr. Fernando “Bombeiro”

Faleceu, esta quarta-feira, o Chefe 3 do Quadro de Honra, o Sr. Fernando, conhecido como “Bombeiro”. As cerimónias fúnebres terão...

Desportohá 15 horas

FC Famalicão: Chiquinho agradece “confiança” e garante protagonismo do “coletivo” na atribuição do “Melhor Jogador Jovem do Mês”

O prémio destinado ao melhor jogador jovem da I Liga referente ao mês de janeiro já foi atribuído a Chiquinho....

Desportohá 16 horas

Famalicense João Pinheiro vai arbitrar ‘derby’ entre Porto e Benfica

João Pinheiro, da Associação de futebol de Braga, é o árbitro do clássico de domingo entre FC Porto e Benfica,...

Paíshá 16 horas

Autoridades alertam: Agitação marítima sofre agravamento a partir desta quinta-feira

A Marinha e a Autoridade Marítima alertam hoje a população e a comunidade marítima para estarem vigilantes em relação ao...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Chuva regressa esta quinta-feira

A chuva regressa, esta quinta-feira, ao concelho de Famalicão, assim indicam as previsões do Instituto Português do Mar e da...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Suspeito acusa primo da autoria da morte do empresário José Ferreira em Tribunal

Um arguido disse hoje no Tribunal de Guimarães que foi um primo, também arguido, que matou à facada um empresário...

Desportohá 18 horas

Famalicão: “Move-te” distinguido como “Evento Desportivo Local do Ano”

Na última sexta-feira, dia 23 de fevereiro, o programa municipal famalicense “Move-Te”, dedicado à promoção de atividade física ao ar...

Desportohá 19 horas

Seleção Nacional feminina goleia Coreia do Sul por 5-1

A seleção portuguesa feminina de futebol goleou hoje a congénere da Coreia do Sul por 5-1, em jogo de preparação...

Arquivo

Mais Vistos