Siga-nos nas redes

País

Marcelo Rebelo de Sousa não hesitará em prolongar estado de emergência “o tempo que for necessário”

Publicado

em

Defendendo que não se pode facilitar em dezembro para conter a epidemia de covid-19, o Presidente da República afirmou esta sexta-feira que não hesitará em prolongar o estado de emergência o tempo que for necessário.

“Portugueses, com base no que acabo de vos dizer, o que temos a dar como certo é que o estado de emergência dure o que for necessário ao combate à pandemia, sempre com o controlo e o conteúdo democráticos decorrentes da Constituição”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, numa comunicação ao país, a partir do Palácio de Belém, em Lisboa.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



O chefe de Estado argumentou que é preciso “quebrar a curva ainda ascendente de casos” de infeção, “para infletir a seguir a curva crescente de internados, cuidados intensivos e de mortes”.

“E que se não facilite – não facilitem os decisores políticos, não facilitem os portugueses em dezembro, do princípio ao fim de dezembro, para não ter de se sofrer um agravamento pesado ao virar 2021. E que se procure continuar a equilibrar esta exigência com o não parar a economia, a sociedade, a cultura, que é um esforço que sabemos difícil para todos os portugueses”, apelou.

No início da sua intervenção, o Presidente da República anunciou a decisão de decretar a renovação do estado de emergência até 08 de dezembro, tendo em conta a situação atual da epidemia de covid-19 e a indicação dos especialistas de que “as medidas demoram cada vez mais a produzir os efeitos visados”. e de que poderá haver “uma terceira vaga” entre janeiro e fevereiro do próximo ano.

Marcelo Rebelo de Sousa advertiu que “é provável que nova subida de casos, ou dito mais simplesmente, uma terceira vaga possa ocorrer entre janeiro e fevereiro, e será tanto maior quanto maior for o número de casos um mês antes” e que, por isso, “importa conter fortemente em dezembro o processo pandémico, mesmo que ele dias antes aparentasse ter o pico da chamada segunda vaga”

“Se tudo isto impuser a ponderação em devido tempo de segunda renovação do estado de emergência de 09 a 23 de dezembro, ou mesmo mais renovações posteriores, que ninguém se iluda: não hesitarei um segundo em propô-las para que o Governo disponha de base suficiente para aprovar o que tenha de ser aprovado”, acrescentou.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Paíshá 2 horas

Inscrições para votar antecipadamente arrancam este domingo

Os eleitores recenseados em Portugal podem inscrever-se a partir deste domingo e até quinta feira, num município à sua escolha,...

Paíshá 2 horas

Hora do Planeta: já há data para o mundo se unir pela Sustentabilidade

Neste ano a Hora do Planeta assinala-se dia 23 de março (sábado) em todo o mundo, incluindo em Portugal, entre...

Famalicãohá 3 horas

Dia Mundial do Pensamento assinalado em Famalicão pelas Guias de Portugal

A Região de Braga da Associação Guias de Portugal (AGP) vai assinalar o Dia Mundial do Pensamento com um encontro...

Famalicãohá 4 horas

Domingo com muita chuva

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou os distritos de Braga e de Viana do Castelo sob...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: Incêndio em Vale S. Martinho provoca dois feridos

Um incêndio num anexo de uma habitação em Vale S. Martinho, mais precisamente na rua Eça de Queirós, provocou dois...

Paíshá 21 horas

Gasóleo desce três cêntimos e gasolina 1,5 cêntimos a partir de segunda-feira

Ao fim de seis semanas de ganhos, os preços dos combustíveis vão finalmente descer na próxima semana. O gasóleo, o combustível mais...

Barceloshá 22 horas

Barcelos: Trabalhador cai de altura de nove metros e fica em estado grave

Um homem ficou em estado grave, este sábado, na sequência de uma queda de nove metros de um edifício em...

Famalicãohá 1 dia

Associação Famalicão em Transição debate futuro das linhas de água e o Ecoparque de Cabeçudos

A Associação Famalicão em Transição retoma, este sábado, as “Conversas TeT – Território em Transição”, com o tema “Que futuro...

Regiãohá 1 dia

Neve cobre de branco e beleza várias localidades

É verdade que falta pouco mais de um mês para a chegada da Primavera. Mas, esta sexta-feira e sábado a...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Atropelamento em Joane provoca ferimentos em mulher de 70 anos

Um atropelamento, na vila de Joane, Famalicão, provocou, este sábado, ferimentos a uma mulher de 70 anos. Não se sabe,...

Arquivo

Mais Vistos