Siga-nos nas redes

País

Trabalho: 46 empresas portuguesas iniciam segunda fase de testes para semana de 4 dias de trabalho 

Publicado

em

A segunda fase do programa para implementação da semana de quatro dias de trabalho mantém 46 empresas de um total de 99 interessadas, foi hoje anunciado na apresentação do balanço da primeira fase do projeto-piloto.

Entre as principais razões para as empresas não avançarem para a fase de preparação encontram-se o panorama económico mundial, a necessidade de investimento financeiro, a complexidade da sua implementação, enquanto outros registaram que “não é a melhor solução para os problemas” e que os benefícios da medida “não serão grandes” no contexto de empresa.

A maioria das 46 que continuaram no projeto, que conta com o apoio do Governo, contam com até 10 trabalhadores, enquanto cinco empregam mais de 1.000 pessoas.

As principais áreas representadas na segunda fase do projeto são atividades de consultoria, científicas, técnicas e similares, com quase 40%, seguindo-se educação e atividades de informação e de comunicação – com cerca de 15%, cada.

Em termos de distribuição geográfica, Lisboa (11), Porto (8), Coimbra (5) e Braga (4) contam o maior número de empresas aderentes, enquanto o distrito de Setúbal e a Região Autónoma dos Açores perderam a representação face às interessadas na primeira fase.

Na segunda fase do projeto-piloto, estas empresas vão ter de destacar uma equipa para, em três meses, prepararem a terceira fase – a fase de teste. Esta preparação inclui a definição da nova semana de trabalho, a definição e medição do sucesso, a análise de cenários e a estratégia de comunicação.

Entre as maiores preocupações para estas 46 empresas estão a possibilidade da redução da produtividade, a perceção do cliente, a carga horária e sobrecarga, os custos associados, o formato da semana de trabalho ou as métricas de sucesso.

O projeto-piloto conta ainda com oito empresas associadas, que começaram a implementar a semana de quatro dias entre 2021 e este ano, não contando para os resultados do projeto.

O relatório do balanço, da autoria dos investigadores Pedro Gomes, professor de Economia em Birkbeck, Universidade de Londres, e Rita Fontinha, Professora Associada de Gestão Estratégica de Recursos Humanos na Henley Business School da Universidade de Reading, divide em dois segmentos as estratégias para a redução horária semanal: para 32 horas e para 34 ou 36 horas.

No caso da redução das horas semanais para 32, há cinco soluções identificadas: o fecho ao quinto dia – em que a empresa encerra as suas operações por um dia adicional por semana –, o formato alternado – em que os funcionários tiram dias de folga alternados –, o condicional – associado à monitorização contínua de certos indicadores –, o anualizado – calculado em média anual de 32 horas por semana, que poderia ser utilizado em restaurantes ou áreas de atividade com picos de trabalho sazonais – ou o descentralizado – que iria depender da forma de trabalho de cada departamento.

Já nas semanas de trabalho com 34 ou 36 horas, estas poderiam representar ou não um aumento da jornada de trabalho, podendo haver incrementos de 30 minutos ou uma hora por dia, ou então a intercalação entre semanas de quatro ou cinco dias de trabalho.

As 46 empresas totalizam cerca de 20.000 trabalhadores, mas, por enquanto, estima-se que no projeto-piloto entrem “entre 1.900 a 2.000” funcionários, disse Pedro Gomes à Lusa.

A apresentação, que decorreu em Lisboa, contou com a presença do secretário de Estado do Trabalho, Miguel Fontes, bem como com uma mesa-redonda com representantes de algumas das empresas associadas ao projeto.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Desportohá 1 hora

Marco Santos e Marlene Azevedo sagraram-se vencedores da 16ª edição da Corrida Popular de Gavião.

Inserida nas festas do Dia da Freguesia, com o apoio da Junta e Câmara Municipal, a prova, organizada pelo Grupo...

Paíshá 7 horas

A época balnear na região norte oficialmente aberta

A partir deste sábado, 15 de junho, está oficialmente aberta a época balnear na região norte do país. Este ano,...

Paíshá 9 horas

Português garante segundo prémio do Euromilhões

Um apostador português garantiu o segundo prémio do Euromilhões no sorteio desta sexta-feira, de acordo com informação divulgada pelos Jogos...

Famalicãohá 10 horas

O anfiteatro e os espaços adjacentes do Parque da Devesa são palco de “O Mixing Art III

O evento artístico, cultural e recreativo da escola profissional CIOR integra a prova de aptidão profissional do Curso de Animação...

Paíshá 12 horas

Em 2023 quatro idosos por dia vítimas de crime e violência foram apoiados pela APAV

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) apoiou em 2023 quatro idosos por dia vítimas de crime e violência,...

Entretenimentohá 13 horas

Leva filho ao Euro de Futebol e justifica as faltas às aulas com email enviado para a escola.

Um escocês, decidiu levar o filho consigo ao Euro2024, a criança a tem 12 anos.O pai, Iain Meiklejohn vai fazer...

Paíshá 13 horas

Euromilhões – Veja se tem a chave vencedora

Está sorteada a chave vencedora do Euromilhões desta sexta-feira, dia 14 de junho.A chave é composta pelos números 2, 13,...

Desportohá 1 dia

João Almeida vence etapa da Volta à Suíça

O ciclista português João Almeida (UAE Emirates) venceu esta sexta-feira isolado a sexta etapa da Volta à Suíça, encurtada devido...

Famalicãohá 1 dia

Praça-Mercado de Famalicão transmite jogo inaugural do Euro 2024 esta sexta-feira

A Praça-Mercado de Famalicão inicia, esta sexta-feira, a sua jornada de acompanhamento dos jogos referentes ao Euro 2024, que agora...

Famalicãohá 1 dia

Jardim de Infância de Seide novamente distinguido com o selo “Escola Amiga da Criança”

O Jardim de Infância de Seide, integrado no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, foi distinguido pelo quinto ano consecutivo...

Arquivo

Mais Vistos