Siga-nos nas redes

Barcelos

Dois “videntes” julgados por burla de 339 mil euros em Braga

Publicado

em

Espíritos que multiplicam dinheiro, “puxadas de dinheiro” e negociações para acalmar espíritos zangados são alguns dos “ingredientes” de um caso de burla milionária que está a ser julgado no Tribunal de Braga, com dois videntes no banco dos réus.

No total, e segundo a acusação do Ministério Público, a que a Lusa hoje teve acesso, os dois videntes conseguiram 339.500 euros, tudo para alegadamente ajudarem uma mulher de Barcelos a receber um suposto prémio do Euromilhões, que teria ganhado em França, em 2012.

Com as alcunhas Madi e Nadi, os arguidos estão a ser julgados pela prática de dois crimes de burla qualificada.

A história começou em 2017 ou 2018, quando Maria, uma pessoa “frágil e vulnerável a nível psicológico” e “profundamente religiosa e ingénua”, conheceu os arguidos e passou a recorrer aos seus serviços de astrologia.

Nessas circunstâncias, Maria comunicou aos arguidos que em 2012 tinha jogado no Euromilhões em França, juntamente com outras pessoas, e que acreditava ter ganhado um prémio no valor de 30 milhões de euros, sem que alguma vez tivesse reclamado a sua parte do mesmo.

Os arguidos logo se prontificaram a ajudá-la, dizendo que, com a “invocação de espíritos”, conseguiriam não só que ela recebesse o prémio, mas também multiplicar dinheiro.

Para isso, teriam de fazer “puxadas de dinheiro”, uma “empreitada” só possível se Maria fosse ajudando com a disponibilização de sucessivas quantias.

Maria levantou das suas contas bancárias 102.500 euros e entregou-os aos videntes, mas estes disseram que era preciso mais e aconselharam-na a pedir dinheiro a pessoas das suas relações.

Conselho acatado, Maria foi então pedindo as verbas solicitadas, até que um amigo cometeu o “pecado capital” de lhe entregar 20 mil euros em fotocópias de notas de 500, que seriam entregues aos arguidos.

Nessa altura, o amigo de Maria foi notificado de que os “espíritos ficaram furiosos” e que sobre ele e sua família impendia uma “maldição” que só poderia ser limpa com a entrega de 20 mil euros verdadeiros.

O homem acabou por entregar os 20 mil euros, mas recebeu uma má notícia dos arguidos: os espíritos não tinham acalmado e só com mais 50 mil euros é que o conseguiriam “safar”.

Mais tarde, os arguidos contactaram-no e disseram que tinham conseguido negociar com os espíritos, dando conta de que com 30 mil euros a “coisa” ficaria resolvida.

O homem entregou os 30 mil, mas nem mesmo assim teve descanso, já que posteriormente um dos arguidos lhe ligou a dizer que eram precisos mais 50 mil euros.

O homem acabou por denunciar o caso às autoridades policiais, que detiveram os arguidos.

Para o Ministério Público (MP), os arguidos agiram sempre “livre, deliberada e conscientemente, em comunhão de esforços e em execução de plano que previamente delinearam”, para fazerem suas as quantias que lhes eram entregues pelas vítimas, cujas “características de personalidade” conheciam.

O MP quer que os arguidos sejam condenados a pagar ao Estado 339.500 euros, o valor que conseguiram com a atividade criminosa que desenvolveram.

Os arguidos estão em prisão preventiva.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Paíshá 3 horas

GNR transportou 189 órgãos este ano e percorreu 38.902 km para “salvar vidas”

A Guarda Nacional Republicana (GNR) efetuou desde o início do ano de 2024 o transporte de 189 órgãos. No total,...

Paíshá 3 horas

A Cruz Vermelha efetua recolha de alimentos em supermercados

A campanha de recolha de alimentos Vale+, da Cruz Vermelha Portuguesa, decorre hoje e domingo em perto de 600 supermercados...

Guimarãeshá 15 horas

Homem de 70 anos detido com mais de 100 doses de cocaína em Guimarães

Um homem de 70 anos foi detido pela PSP, esta quinta-feira, na cidade de Guimarães pelaprática do crime de tráfico...

Famalicãohá 17 horas

Programa “Move-Te” levou exercício físico ao ar livre a mais de 2.500 famalicenses

No decorrer das últimas quatro semanas, mais de 2.500 famalicenses puderam participar nas atividades de desporto ao ar livre promovidas...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: Chuva está de regresso este sábado

A chuva está de regresso, este sábado, ao concelho de Famalicão, para um dia em que se regista também uma...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: Colisão entre carro e motociclo faz um ferido em Outiz

Uma pessoa ficou ferida, na tarde desta sexta-feira, na sequência de uma colisão entre uma mota e um veículo ligeiro,...

Desportohá 20 horas

Kickboxer famalicense Sofia Oliveira disputa combate de K1 em Mirandela

A lutadora de artes marciais famalicense Sofia Oliveira desloca-se até Mirandela, para disputar um combate oficial da World Association of...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: CIOR avança com a construção do seu novo Centro Tecnológico Especializado

A Escola Profissional CIOR já iniciou o processo de obras com vista à instalação e equipamento do CTE-Centro Tecnológico Especializado...

Desportohá 22 horas

Famalicão: Jogadores de xadrez tentam entrar para o livro dos recordes do Guiness em S. Cosme

O Clube de Xadrez A2D de Famalicão, a Federação Internacional de Xadrez (FIDE), a Federação Portuguesa de Xadrez (FPX) e...

Famalicãohá 22 horas

Famalicão: Antas apresenta a sua Mostra Comunitária entre 27 e 28 de julho

A freguesia de Antas apresenta, nos dias 27 e 28 de julho, a sua Mostra Comunitária, onde diversas entidades e...

Arquivo

Mais Vistos