Siga-nos nas redes

País

Segurança rodoviária: 360 mortos nas estradas portuguesas em 2020

Publicado

em

Segundo o relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que aponta para uma melhoria nos principais indicadores, trezentas e sessenta pessoas morreram nas estradas portuguesas nos 23.630 acidentes com vítimas registados nos primeiros 11 meses do ano.

O relatório, hoje divulgado, mostra que dos 23.630 acidentes com vítimas registados em Portugal continental resultaram 1.649 feridos graves e 27.428 feridos ligeiros.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Os valores apurados revelam uma melhoria nos principais indicadores de sinistralidade comparativamente com o período homólogo de 2019: menos 9.076 acidentes com vítimas (-27,8%), menos 77 vítimas mortais (-17,6%), menos 479 feridos graves (-22,5%) e menos 12.182 feridos leves (-30,8%).

A colisão foi o acidente mais frequente (51,3% dos acidentes com vítimas, 43,1% dos feridos graves e 55,9% dos feridos ligeiros), apesar do maior número de vítimas mortais ter resultado de despistes (+46,1%).

Face ao período homólogo, nos despistes verificou-se uma redução de 35 vítimas mortais (-17,4%) e de 108 feridos graves (-13,5%).

Em relação aos atropelamentos, verificaram-se menos quatro vítimas mortais (-6,6%) e menos 164 feridos graves (-39,9%). Nas colisões observou-se um decréscimo de 38 vítimas mortais (-21,7%) e de 207 feridos graves (-22,5%), refere o relatório.

Quanto ao tipo de via, a maioria dos acidentes com vítimas, bem como das vítimas, ocorreram em arruamentos: 62,7% dos acidentes, 33,6% das vítimas mortais, 42,8% dos feridos graves e 60,8% dos feridos leves.

Face ao período homólogo, refere a ANSR, o maior decréscimo de vítimas mortais e feridos graves, em valor absoluto, registou-se nos arruamentos (-21 e -291, respetivamente).

Mais de metade (53,1%) das vítimas mortais registaram-se na rede rodoviária sob responsabilidade de quatro gestores de infraestruturas: Infraestruturas de Portugal (41,4%), da Brisa (5,6%), da Ascendi (3,3%) e da Câmara Municipal de Lisboa (2,8%).

Os dados dos primeiros 11 meses do ano mostram ainda que 68,9% do total de vítimas mortais eram condutores, 14,4% passageiros e 16,7% peões. No caso dos feridos graves, a proporção de condutores foi ligeiramente inferior (67,8%), enquanto a de passageiros aumentou para 17,1% e de peões diminuiu para 15,1%.

Comparativamente com o período homólogo, verificou-se uma melhoria ao nível das vítimas, com especial destaque para o número de passageiros mortos (-37,3%) e de peões gravemente feridos (-42,4%).

Em relação à categoria de veículo interveniente nos acidentes, os automóveis ligeiros apresentaram maior expressividade (74,9%), bem como uma redução mais elevada do que os restantes veículos relativamente ao ano anterior (-32,4%).

Os dados da ANSR indicam que nos primeiros 11 meses do ano foram fiscalizados mais de 103 milhões e 900 mil veículos, um aumento de 25,7% relativamente a igual período de 2019. Nestas fiscalizações foram detetadas mais de um milhão de infrações, o que representa uma diminuição de 3,6% face ao ano anterior.

Relativamente à tipologia de infrações, 62,8% referem-se a excesso de velocidade.

A ANSR indica ainda que a taxa de infratores (número total de infrações/número total de veículos fiscalizados) foi de 1,1%, uma redução de 23,4% comparativamente com 2019.

Até ao dia 05 de janeiro de 2021 está a decorrer a campanha de segurança rodoviária “Avance para 2021 com toda a Segurança”, da responsabilidade da ANSR, em parceria com 89 entidades, que apela a todos os portugueses para que, nas deslocações permitidas no período da passagem de ano, adotem comportamentos seguros na estrada.

Nos meses de março e abril, quando vigorou o confinamento obrigatório em Portugal devido à covid-19 (a partir de 19 março) o número de acidentes nas estradas caiu a pique.

O relatório indica que em todos os meses do ano houve mais de 2.000 acidentes rodoviários, à exceção destes dois: em março registaram-se 1.670 acidentes e em abril 876.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 25 minutos

Famalicão sob Aviso Amarelo: Rajadas de vento de 75 km/h e chuva este sábado

Depois de registada alguma chuva nos últimos dias, o concelho de Famalicão espera um sábado com agravamento das condições meteorológicas,...

Trofahá 1 hora

Feira anual da Trofa é já uma referência no norte do país

Realiza-se este fim de semana a já tradicional Feira Anual da Trofa. São esperadas milhares de pessoas, neste certame que...

Famalicãohá 1 hora

Famalicão: Atropelamento rodoviário na Avenida Marechal Humberto Delgado faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida na manhã desta sexta-feira, na sequência de um atropelamento rodoviário na Avenida Marechal Humberto Delgado, no...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: CITEVE e Braz Costa destacados como “rostos” da inovação e sucesso da indústria têxtil no concelho

Duas décadas depois, o atual diretor-geral do Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário- CITEVE, com sede em Vila Nova de Famalicão,...

Famalicãohá 4 horas

Famalicão: Campo de férias “Páscoa Aventura” decorre entre 25 e 28 de março

De 25 a 28 de março decorre o campo de férias “Páscoa Aventura”, uma iniciativa dinamizada pelo Município de Vila...

Desportohá 5 horas

Famalicão: Alunos da Academia Louro Kids brilham no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu

Os alunos da EB Lml Louro destacaram-se em Vizela, este sábado, no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu Sistema de Luta onde...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Serviços Municipais já destruíram mais de 8 mil ninhos de vespa asiática

Os Serviços Municipais de Proteção Civil (SMPC) de Vila Nova de Famalicão destruíram, ao longo da última década, mais de...

Economiahá 6 horas

Nova semana traz aumento no preço da gasolina mas gasóleo fica mais barato

Os preços dos combustíveis mais utilizados seguem tendências distintas já na próxima segunda-feira, assim indicam as previsões do setor, nesta...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão: Casa do Território expõe “10 anos de tesouros” arqueológicos

Uma parte de uma Ara (altar romano), utensílios da Idade do Bronze, o chão de uma lareira do Castro de...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão: Infraestruturas de Portugal investe 10 milhões na requalificação da EN206

 A Infraestruturas de Portugal (IP) aprovou o lançamento do concurso público, por 10 milhões de euros, para a requalificação da...

Arquivo

Mais Vistos