Siga-nos nas redes

País

Novos radares para controlo de velocidade começam a funcionar já em 2023 e trazem novidades

Publicado

em

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) prevê que os 50 novos radares de controlo de velocidade entrem progressivamente em funcionamento ao longo do primeiro trimestre de 2023.

A ANSR indica que os trabalhos de construção já começaram para a colocação dos 50 radares que fazem parte do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO), gerido pela ANSR.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Estes novos 50 radares, que irão juntar-se ao primeiro SINCRO que existe no país desde 2016, foram anunciados há algum tempo pelo Ministério da Administração Interna e pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

A ANSR justificou o atraso na entrada em funcionamento deste sistema “com o atraso no fornecimento de equipamento devido à situação excepcional nas cadeias de abastecimento resultante da pandemia da doença covid-19, da crise energética global e dos efeitos resultantes da guerra na Ucrânia”.

Destes 50 novos radares, 30 serão instalados em locais de controlo de velocidade instantâneo (LCVI) e 20 em locais de controlo de velocidade média (LCVM), esperando-se que 80% sejam colocados fora das auto-estradas.

A ANSR especifica que 20 destes radares permitirão a detecção da velocidade instantânea e 10 são capazes de calcular a velocidade média numa determinada rota.

De acordo com a ANSR, o SINCRO controla actualmente a velocidade dos condutores “medindo a velocidade instantânea do veículo, ou seja, a sua velocidade no momento em que passa pelo local de controlo de velocidade”.

Os novos radares permitirão “a inspecção da velocidade praticada pelos condutores através da medição da velocidade média do veículo entre dois pontos pré-definidos na estrada”.

De acordo com a ANSR, os contratos de fornecimento e instalação dos novos radares de controlo de velocidade custarão cerca de 5,6 milhões de euros.

A rede SINCRO é actualmente composta por 62 locais de controlo de velocidade instantâneo instalados em várias estradas da rede rodoviária nacional, equipados com 58 radares.

Os radares de controlo de velocidade operados pela ANSR foram colocados em locais onde a velocidade excessiva provou ser uma das causas de acidentes, tendo a ANSR como “principal objectivo dissuadir os condutores de não cumprirem os limites de velocidade, fundamental para combater acidentes e para salvar vidas”.

A ANSR salienta que todos os locais com radares “estão sempre sinalizados, e todos estão conscientes de que os veículos reduzem a sua velocidade e consequentemente o risco de acidentes e a sua gravidade”.

“Os locais que são controlados pelos radares SINCRO, além de, em termos globais, terem um efeito dissuasor no não cumprimento dos limites de velocidade e nas taxas de acidentes, tiveram também um nível local, na zona de influência de cada radar, um efeito na redução de acidentes”, enfatiza a Segurança Rodoviária.

A ANSR salienta que, em seis anos de funcionamento, os dados relativos aos locais onde estes radares foram instalados “provam inequivocamente o seu papel e efeito como instrumentos fundamentais para combater os acidentes rodoviários”, uma vez que “todos os indicadores caíram”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Paíshá 38 minutos

Portugueses gastaram 966 milhões de euros nos super e hipermercados em janeiro

Os portugueses gastaram 966 milhões de euros nos super e hipermercados em janeiro, mas é o valor mais baixo dos...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Segunda-feira com previsão de chuva durante todo o dia

Famalicão espera, esta segunda-feira, mais um dia marcado pela chuva, com previsão de precipitação ao longo de todo o dia,...

Desportohá 3 horas

Atletas da EARO somaram troféus no Campeonato Regional de Corta-Mato Curto de Vizela.

A Escola de Atletismo Rosa Oliveira participou no sábado, dia 2 de março, no Campeonato Regional de Corta-Mato Curto em...

Paíshá 4 horas

A neve “pintou” as paisagens de Melgaço

Não caiu com tanta intensidade como no fim de semana passado, mas voltou a pintar as paisagens de Lamas de...

Paíshá 4 horas

Eleições Legislativa: Mais de 200 mil portugueses votam hoje em mobilidade

São menos do que nas legislativas de 2022 (315.785 inscritos), mas muito superior aos inscritos nas legislativas de 2019 (56.291)....

Sociedadehá 5 horas

Já estão escolhidos os finalistas do Festival da Canção 2024 e entre eles está uma famalicense

A famalicense, Cristina Clara, apurou-se no sábado, para a final do Festival da Canção, em Lisboa. A segunda semifinal do...

Economiahá 5 horas

Em Portugal o mercado automóvel está em crescimento

No período entre janeiro e fevereiro, o mercado automóvel em Portugal apresentou um crescimento significativo de 17,5% em comparação com...

Paíshá 6 horas

GNR regista aumento de burlas informáticas e fraude bancária

No ano passado, a GNR registou um total de 21.548 casos de burlas, representando um aumento em relação a 2022,...

Famalicãohá 24 horas

Famalicão: Refood dá a conhecer trabalho desenvolvido no combate ao desperdício alimentar

O núcleo de Famalicão da  Refood, associação que combate o desperdício alimentar e ao mesmo tempo alimenta as pessoas mais...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Exposição de fotografia mostra aves de Ribeirão 

É inaugurada este domingo, dia 3 de março, nas Piscinas de Ribeirão, Famalicão,  a exposição de fotografia “Ao encontro das...

Arquivo

Mais Vistos