Siga-nos nas redes

País

Costa admite que poderá não voltar a exercer “um cargo público”

Publicado

em

António Costa assumiu esta posição em resposta aos jornalistas na residência oficial de São Bento, em Lisboa, depois de questionado sobre se a sua comunicação ao país hoje não poderá configurar uma interferência no processo movido pela justiça.

O chefe do executivo rejeitou estar a interferir em qualquer processo judicial e disse que só tem conhecimento do que tem sido divulgado pela comunicação social.

“Coisa completamente distinta do que é a apreciação judicial de atos individuais, é um conjunto de ideias que eu creio que é preciso desde já clarificar. E neste momento estou muito à vontade para clarificar, porque já me demiti de primeiro-ministro, já anunciei que não serei candidato a primeiro-ministro, e com a duração previsível deste processo judicial, com grande probabilidade não exercerei nunca mais qualquer cargo público”, afirmou o chefe do executivo.

O primeiro-ministro foi questionado sobre a presença da mulher, Fernanda Tadeu, na conferência de imprensa, que estava sentada no chão, perto dos jornalistas.

António Costa respondeu apenas: “Há gestos de carinho que não carecem de explicação, só gratidão”.

Portugal vai ter eleições legislativas antecipadas em 10 de março de 2024, marcadas pelo Presidente da República, na sequência da demissão do primeiro-ministro, na terça-feira.

António Costa é alvo de uma investigação do Ministério Público no Supremo Tribunal de Justiça, após suspeitos num processo relacionado com negócios sobre o lítio, o hidrogénio verde e um centro de dados em Sines terem invocado o seu nome como tendo intervindo para desbloquear procedimentos.

O Ministério Público (MP) considera que houve intervenção do primeiro-ministro na aprovação de um diploma favorável aos interesses da empresa Start Campus, responsável pelo centro de dados, de acordo com a indiciação, que contém várias outras referências a António Costa.

No dia da demissão, Costa recusou a prática “de qualquer ato ilícito ou censurável”.

De acordo com o MP, no processo dos negócios do lítio, hidrogénio verde e do centro de dados em Sines podem estar em causa os crimes de prevaricação, corrupção ativa e passiva de titular de cargo político e tráfico de influência.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Paíshá 10 horas

Fogo de artíficio das festas de São João no Porto vai ser lançado junto à Alfândega

O fogo de artifício das festas de São João, que esteve em risco de não acontecer devido às marés, foi...

Póvoa de Varzimhá 11 horas

Atrações do S. Pedro da Póvoa saem à rua já esta terça-feira

As celebrações das Festas de S. Pedro da Póvoa de Varzim têm início nesta terça-feira, dia assinalado com uma série...

Famalicãohá 12 horas

Famalicão: Temperaturas descem 10.º graus esta terça-feira

Famalicão espera, esta terça-feira, um dia de sol, embora nublado, e com uma descida abrupta das temperaturas, de acordo com...

Famalicãohá 14 horas

Academias Seniores de Famalicão cada vez mais unidas para combater o isolamento

Esta sexta-feira, o Parque de Lazer de Gondifelos foi o local do terceiro piquenique anual das Academias Seniores de Vila...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Paulo Cunha nomeado como líder do grupo de eurodeputados da Aliança Democrática

O famalicense Paulo Cunha foi nomeado pelo líder do seu partido, Luís Montenegro, como líder do grupo de eurodeputados eleitos...

Desportohá 15 horas

Famalicão: Equipas do Clube de Xadrez A2D garantem permanência nos suas divisões

Este último sábado e domingo foi momento de realização das últimas sessões do 64.º Campeonato Nacional por Equipas da II...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Cabeçudos apresenta a sua Mostra Comunitária este sábado e domingo

A freguesia de Cabeçudos, em Famalicão, prepara-se para apresentar o que de melhor de faz neste local, com a apresentação...

Famalicãohá 18 horas

Famalicense Reverendo Monsenhor Mário Oliveira nomeado pelo Papa Francisco para Chefe da Chancelaria do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica

O Reverendo Monsenhor Mário Rui Fernandes Leite de Oliveira, natural do concelho de Famalicão, foi nomeado pelo Santo Padre como...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: Esmeriz convida para a sua Mostra Comunitária este sábado

A freguesia de Esmeriz realiza, este sábado (29 de junho), a sua Mostra Comunitária, um evento dirigido à comunidade com...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: “Os Amigos do Moinho” de Vermoim celebram 5 anos na Casa do Artista Amador

A Casa do Artista Amador de Famalicão dá palco à música tradicional e popular portuguesa, este domingo (30 de junho),...

Arquivo

Mais Vistos