Siga-nos nas redes

Economia

Portugueses não acham que os aumentos salariais propostos pelo Governo sejam suficientes para superar custo de vida

Publicado

em

De acordo com um relatório do DN, os aumentos salariais, anunciados pelo Governo e acordados no âmbito da consulta social, “não são suficientes” do ponto de vista dos portugueses. Esta insatisfação é generalizada, desde o salário mínimo até ao aumento dos salários na Função Pública e no sector privado. Estas são as conclusões da sondagem realizada pela Aximage para o DN, TSF e JN. Os inquiridos consideram também que o apoio de três mil milhões de euros para aliviar os custos energéticos é insuficiente.

Em ambos os casos, as opiniões são transversais a todos os grupos etários (a partir da maioridade) e reúnem apoiantes de todos os partidos, incluindo aqueles que votaram no Partido Socialista nas últimas eleições legislativas.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Relativamente ao acordo de rendimentos, assinado entre o Governo, os parceiros sociais e o sector privado, a maioria dos inquiridos (65%) garante que já ouviram falar das medidas consagradas no documento. No entanto, não estão satisfeitos com os montantes acordados para o aumento faseado do salário mínimo, que irá aumentar para 760 euros no próximo ano e atingir 900 euros em 2026. Mais de metade dos inquiridos dizem que os montantes “não são suficientes”, enquanto 28% consideram-no “suficiente” e 6% não têm uma opinião.

O aumento nominal dos salários no sector privado também é visto como insuficiente. O acordo de rendimentos prevê, em média, um aumento de 4,8% entre 2023 e 2026. Para 67% dos inquiridos, as medidas ficam aquém das expectativas. Apenas 24% dizem que será “suficiente”.

O sentimento é semelhante no que respeita ao acordo de rendimentos do sector público, que prevê um aumento salarial entre 2% e 8%. Cerca de 65% dizem que é insuficiente e 43% não têm opinião sobre qual a entidade que melhor defendeu os interesses dos funcionários públicos. O resto está dividido: 32% estão do lado dos sindicatos ligados à UGT, que assinaram o acordo (53% têm mais de 65 anos), e 25% estão de acordo com a CGTP, que rejeitou o documento (31% têm entre 50 e 64 anos).

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Festival de Teatro Amador “Terras de Camilo” estreia nova edição este sábado

De 2 de março a 27 de abril, o auditório do Centro de Estudos Camilianos, em Seide, volta a receber...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão sob Aviso Amarelo: Rajadas de vento de 75 km/h e chuva este sábado

Depois de registada alguma chuva nos últimos dias, o concelho de Famalicão espera um sábado com agravamento das condições meteorológicas,...

Trofahá 7 horas

Feira anual da Trofa é já uma referência no norte do país

Realiza-se este fim de semana a já tradicional Feira Anual da Trofa. São esperadas milhares de pessoas, neste certame que...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão: Atropelamento rodoviário na Avenida Marechal Humberto Delgado faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida na manhã desta sexta-feira, na sequência de um atropelamento rodoviário na Avenida Marechal Humberto Delgado, no...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão: CITEVE e Braz Costa destacados como “rostos” da inovação e sucesso da indústria têxtil no concelho

Duas décadas depois, o atual diretor-geral do Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário- CITEVE, com sede em Vila Nova de Famalicão,...

Famalicãohá 10 horas

Famalicão: Campo de férias “Páscoa Aventura” decorre entre 25 e 28 de março

De 25 a 28 de março decorre o campo de férias “Páscoa Aventura”, uma iniciativa dinamizada pelo Município de Vila...

Desportohá 11 horas

Famalicão: Alunos da Academia Louro Kids brilham no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu

Os alunos da EB Lml Louro destacaram-se em Vizela, este sábado, no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu Sistema de Luta onde...

Famalicãohá 12 horas

Famalicão: Serviços Municipais já destruíram mais de 8 mil ninhos de vespa asiática

Os Serviços Municipais de Proteção Civil (SMPC) de Vila Nova de Famalicão destruíram, ao longo da última década, mais de...

Economiahá 12 horas

Nova semana traz aumento no preço da gasolina mas gasóleo fica mais barato

Os preços dos combustíveis mais utilizados seguem tendências distintas já na próxima segunda-feira, assim indicam as previsões do setor, nesta...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Casa do Território expõe “10 anos de tesouros” arqueológicos

Uma parte de uma Ara (altar romano), utensílios da Idade do Bronze, o chão de uma lareira do Castro de...

Arquivo

Mais Vistos