Siga-nos nas redes

País

Arquivado: Inquérito do surto de legionela que atingiu Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim

Publicado

em

A demora na investigação facilitou a limpeza de potenciais fontes de infeção. Faltaram colheitas e, fruto da pandemia, faltou pessoal no terreno. As conclusões são do Ministério Público, segundo o JN.

Três anos depois, o inquérito ao surto de legionela que, em outubro e novembro de 2020, atingiu Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim acabou arquivado. Dos 88 doentes, 15 morreram.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Não há culpados. Porém, o advogado que representa a maioria das vítimas admite avançar com uma ação de responsabilidade civil contra o Estado, por omissão. O primeiro caso foi diagnosticado a 29 de outubro, mas só 11 dias depois começaram as inspeções no terreno, quando o surto era já notícia há dois dias.

Na Assembleia da República, o próprio presidente do Instituto Ricardo Jorge, Fernando Almeida, admitiu que o laboratório – responsável pelas análises – soube “pela Comunicação Social”.

“Havendo registo das primeiras notícias a partir de 7 de novembro, é de admitir que a maior parte das empresas não tenha sido surpreendida pela visita dos técnicos”, diz, no despacho, o procurador Bruno Pereira Castro, explicando que, no dia em que foi feita a vistoria, na refinaria de Matosinhos, estava a ser feito “um tratamento de choque com biocida”, que eliminaria qualquer vestígio.

Foram colhidas amostras em seis empresas de Vila do Conde e cinco de Matosinhos. Os valores “anormais” de cloro podem ter “interferido” nos resultados obtidos.
A própria Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, ressalta o procurador, admite que a identificação de potenciais fontes de infeção “tem de envolver uma maior eficiência” e que a covid “dificultou a realização de todas as diligências num curto espaço de tempo.”

Sem provas e sem nada que possa ser feito volvidos três anos, o procurador decidiu arquivar o inquérito.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 5 horas

Chega alega ter sido recebido “aos tiros” em Famalicão. Polícia desmente disparos

O deputado Pedro dos Santos Frazão do Chega divulgou um vídeo onde alega que uma caravana do seu partido terá...

Desportohá 9 horas

Seleção Nacional de ténis de mesa qualifica-se para os Jogos Olímpicos Paris2024

A seleção portuguesa masculina qualificou-se hoje para o torneio por equipas de ténis de mesa dos Jogos Olímpicos Paris2024, ao...

Economiahá 10 horas

Polónia ultrapassa Portugal no valor do salário mínimo

Portugal desceu uma posição na tabela e agora tem o 11º salário mínimo mais alto da União Europeia. De acordo...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: “Máximas” descem dos 23.º para os 15.º graus esta semana. Chuva vai fazer-se sentir esta quinta-feira

Famalicão espera, esta quinta-feira, um dia de chuva (com probabilidade de 100%) assim como uma descida da temperatura máxima, gradual...

Famalicãohá 12 horas

Galeria Municipal de Famalicão expõe obras de Pedro Chorão até 18 de maio

“Superfícies” é o título da mais recente exposição em exibição na galeria municipal Ala da Frente, com obras criadas por...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Colisão rodoviária em Ruivães faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida, na tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão entre dois veículos ligeiros na Avenida de...

Bragahá 14 horas

Mulher grávida de 20 semanas atropelada junto ao Centro de Saúde de Fafe

Uma mulher grávida ficou ferida, na manhã desta quarta-feira, na sequência de um atropelamento na rua José Ribeiro Vieira de...

Paíshá 14 horas

Marco Paulo trava batalha contra o cancro pela 3.ª vez

Depois de algumas batalhas contra problemas de saúde, travadas nos últimos anos, o cantor e apresentador português Marco Paulo volta...

Paíshá 14 horas

Quase 2,5 milhões de pessoas já foram vacinadas contra a gripe desde setembro

Quase 2,5 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe desde o início da campanha de vacinação sazonal, segundo o...

Famalicãohá 15 horas

Famalicão: Autora Deolinda Morais da Silva apresenta novo livro em Ribeirão este sábado

É apresentado no próximo sábado, 24 de fevereiro, em Ribeirão, o livro “O Despertar da Alma”, da autora Deolinda Morais...

Arquivo

Mais Vistos