Siga-nos nas redes

Economia

Mais de um terço das famílias portuguesas recebe apenas 833 euros brutos por mês

Publicado

em

Mais de um terço das famílias portuguesas ganha 833 euros brutos e não consegue pagar despesas inesperadas, segundo a Pordata.

No dia em que se assinala o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, a Pordata, a base de dados estatísticos da Fundação Francisco Manuel dos Santos, compila alguns dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) para fazer um retrato do nível de pobreza da população portuguesa.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Através deste retrato é possível ficar a saber, por exemplo, que em 2021, e tendo por base as declarações de IRS entregues todos os anos pelos agregados fiscais, “mais de um terço dos agregados (36%) viviam, no máximo, com 833 euros mensais”.

“Se acrescentarmos o escalão de rendimento imediatamente a seguir, conclui-se que mais de metade das declarações (53%) correspondiam a rendimentos até aos 1.125€ brutos mensais”, refere a Pordata, sublinhando que 688 mil agregados fiscais estavam no escalão mínimo de IRS (equivalente a 417 euros mensais).

No entanto, e tendo em conta os rendimentos declarados, “20% dos agregados fiscais mais ricos ganharam 3,5 vezes mais que os 20% dos agregados mais pobres” e “em concelhos como Lisboa, Porto, Oeiras e Cascais, a diferença é de cinco vezes mais”.

Com base em alguns resultados dos indicadores sobre privação material e social do Inquérito às Condições de Vida e Rendimentos (ICOR), referentes ao primeiro semestre de 2022, a Pordata aponta que nessa altura 30% das famílias não conseguiam fazer face a despesas inesperadas e 6,1% referiu ter atrasos em alguns dos pagamentos relativos a rendas, prestações ou créditos.

Foi possível constatar que aumentou a percentagem da população que diz ser incapaz de aquecer convenientemente a casa, sendo que Portugal foi o 4.º país da União Europeia com maior proporção de pessoas a dar conta dessa incapacidade.

Por outro lado, “também subiu ligeiramente a proporção da população sem capacidade financeira para assegurar uma refeição de carne, peixe ou equivalente vegetariano de 2 em 2 dias (de 2,4% para 3%) e de pessoas sem capacidade para pagar uma semana de férias por ano, fora de casa (de 36,7% para 37,2%)”.

Os indicadores mais recentes do INE sobre pobreza são relativos aos rendimentos de 2021 e mostram que nessa altura 1,7 milhões de portugueses estavam em risco de pobreza, ou seja, viviam com menos de 551 euros por mês, e que 18,5% das crianças e jovens eram pobres, além de demonstrarem que aumentou o risco de pobreza nas famílias com dois adultos e duas crianças.

Relativamente à evolução da inflação e ao poder de compra dos portugueses, a Pordata refere que em 2022 se registou a taxa de inflação mais elevada dos últimos 30 anos e que a partir de fevereiro se assistiu ao aumento generalizado do preço dos bens e serviços, muito por culpa da guerra na Ucrânia.

“É preciso recuar 30 anos para encontrar uma taxa de inflação superior à de 2022 (7,8% vs. 9,6% em 1992). Desde que há registo, o pico da inflação ocorreu em 1984 (28,5%) e, desde meados de 1995, a inflação foi sempre inferior a 4,5%. Nos anos mais recentes, temos de recuar a 2017 para encontrarmos uma subida nos preços superior a 1,3%”, refere.

Como consequência, diminuiu o poder de compra dos portugueses e os 760 euros do salário mínimo nacional equivalem a 678 euros, já que os produtos do cabaz de compra representativos das despesas das famílias encareceram, em média, 12,2%.

A Pordata refere também que em matéria de habitação, em 2022, o preço das casas aumentou 90% face a 2015 – contra 48% da média da União Europeia, enquanto os salários subiram apenas 20%.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: Colisão em Calendário provoca um ferido

Uma pessoa ficou ferida, ao final da tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão rodoviária na rua Alberto Sampaio,...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: Colisão em Ribeirão faz dois feridos

Duas pessoas ficaram feridas ao final da tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão rodoviária na Avenida da Industria,...

Famalicãohá 13 horas

Bombeiros Voluntários Famalicenses de luto com falecimento do elemento Sr. Fernando “Bombeiro”

Faleceu, esta quarta-feira, o Chefe 3 do Quadro de Honra, o Sr. Fernando, conhecido como “Bombeiro”. As cerimónias fúnebres terão...

Desportohá 13 horas

FC Famalicão: Chiquinho agradece “confiança” e garante protagonismo do “coletivo” na atribuição do “Melhor Jogador Jovem do Mês”

O prémio destinado ao melhor jogador jovem da I Liga referente ao mês de janeiro já foi atribuído a Chiquinho....

Desportohá 14 horas

Famalicense João Pinheiro vai arbitrar ‘derby’ entre Porto e Benfica

João Pinheiro, da Associação de futebol de Braga, é o árbitro do clássico de domingo entre FC Porto e Benfica,...

Paíshá 15 horas

Autoridades alertam: Agitação marítima sofre agravamento a partir desta quinta-feira

A Marinha e a Autoridade Marítima alertam hoje a população e a comunidade marítima para estarem vigilantes em relação ao...

Famalicãohá 15 horas

Famalicão: Chuva regressa esta quinta-feira

A chuva regressa, esta quinta-feira, ao concelho de Famalicão, assim indicam as previsões do Instituto Português do Mar e da...

Famalicãohá 16 horas

Famalicão: Suspeito acusa primo da autoria da morte do empresário José Ferreira em Tribunal

Um arguido disse hoje no Tribunal de Guimarães que foi um primo, também arguido, que matou à facada um empresário...

Desportohá 17 horas

Famalicão: “Move-te” distinguido como “Evento Desportivo Local do Ano”

Na última sexta-feira, dia 23 de fevereiro, o programa municipal famalicense “Move-Te”, dedicado à promoção de atividade física ao ar...

Desportohá 18 horas

Seleção Nacional feminina goleia Coreia do Sul por 5-1

A seleção portuguesa feminina de futebol goleou hoje a congénere da Coreia do Sul por 5-1, em jogo de preparação...

Arquivo

Mais Vistos