Siga-nos nas redes

Economia

Ordenados de 67% dos portugueses não chega aos 1.000 euros

Publicado

em

Quase 70% dos trabalhadores por conta de outrem com horário completo tinham, em 2021, uma remuneração base mensal entre o salário mínimo e os 999,99 euros, superando os 52,7% que estavam neste patamar um ano antes.

A análise da estrutura remuneratória dos trabalhadores por conta de outrem (TCO) que trabalhavam a tempo completo consta do relatório sobre emprego e formação de 2022, do Centro de Relações Laborais (CRL), apresentado publicamente esta quarta-feira.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



“Em 2021, a análise da estrutura remuneratória dos TCO que trabalhavam a tempo completo, no que respeita à remuneração base mensal, permite constatar que mais de metade dos trabalhadores (66,9%) se concentrava no escalão remuneratório entre os ‘665,00 e os 999,99 euros'”, refere o documento.

Já o escalão dos “1.000 aos 2.499,9 euros” reunia 27,8% dos trabalhadores, enquanto no seguinte (entre os 2.500 e os 4.999,99 euros) estavam 4,2%, havendo apenas 0,7% com uma remuneração base mensal cima dos 5.000 euros.

Por comparação com a edição anterior deste relatório constata-se que a percentagem de trabalhadores com uma remuneração base entre o salário mínimo (que em 2020 era de 635 euros) e os 999,99 euros aumentou, subindo de 52,7% para 66,9%.

Segundo o relatório, em outubro de 2021, o ganho médio mensal, no continente, dos TCO que trabalham a tempo completo era de 1.294,10 euros, valor que representa um aumento homólogo de 3,5%, tendo-se atenuado “ligeiramente” a diferença entre géneros.

“O ganho médio mensal masculino era 1.395,69 euros, enquanto o feminino totalizava 1.172,07 euros”, indica o CRL, precisando que “ambos cresceram, relativamente a 2020, “embora o feminino mais do que o masculino pelo que a diferença entre salários médios se atenuou ligeiramente” mantendo a tendência registada ao longo dos últimos anos.

Desta forma, em 2021, o salário médio mensal feminino representava 84% do salário masculino quando, há cinco anos, constituía 81,7%.

O estudo, que compila dados de várias fontes oficiais, como o Instituto Nacional de Estatística (INE), o Governo ou o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), entre outros, revela, por outro lado, que em 2022 o Índice de Custo do Trabalho registou um acréscimo de 4,2% em termos homólogos, tendo aumentado em quase todos os setores de atividade.

As exceções foram os setores das atividades artísticas, de espetáculos, desportivas e recreativas (onde houve um recuou de 4,5%), do alojamento, restauração e similares (menos 3,9%) e das outras atividades de serviços (menos 1,7%).

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 5 horas

Chega alega ter sido recebido “aos tiros” em Famalicão. Polícia desmente disparos

O deputado Pedro dos Santos Frazão do Chega divulgou um vídeo onde alega que uma caravana do seu partido terá...

Desportohá 8 horas

Seleção Nacional de ténis de mesa qualifica-se para os Jogos Olímpicos Paris2024

A seleção portuguesa masculina qualificou-se hoje para o torneio por equipas de ténis de mesa dos Jogos Olímpicos Paris2024, ao...

Economiahá 10 horas

Polónia ultrapassa Portugal no valor do salário mínimo

Portugal desceu uma posição na tabela e agora tem o 11º salário mínimo mais alto da União Europeia. De acordo...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: “Máximas” descem dos 23.º para os 15.º graus esta semana. Chuva vai fazer-se sentir esta quinta-feira

Famalicão espera, esta quinta-feira, um dia de chuva (com probabilidade de 100%) assim como uma descida da temperatura máxima, gradual...

Famalicãohá 12 horas

Galeria Municipal de Famalicão expõe obras de Pedro Chorão até 18 de maio

“Superfícies” é o título da mais recente exposição em exibição na galeria municipal Ala da Frente, com obras criadas por...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Colisão rodoviária em Ruivães faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida, na tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão entre dois veículos ligeiros na Avenida de...

Bragahá 13 horas

Mulher grávida de 20 semanas atropelada junto ao Centro de Saúde de Fafe

Uma mulher grávida ficou ferida, na manhã desta quarta-feira, na sequência de um atropelamento na rua José Ribeiro Vieira de...

Paíshá 14 horas

Marco Paulo trava batalha contra o cancro pela 3.ª vez

Depois de algumas batalhas contra problemas de saúde, travadas nos últimos anos, o cantor e apresentador português Marco Paulo volta...

Paíshá 14 horas

Quase 2,5 milhões de pessoas já foram vacinadas contra a gripe desde setembro

Quase 2,5 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe desde o início da campanha de vacinação sazonal, segundo o...

Famalicãohá 15 horas

Famalicão: Autora Deolinda Morais da Silva apresenta novo livro em Ribeirão este sábado

É apresentado no próximo sábado, 24 de fevereiro, em Ribeirão, o livro “O Despertar da Alma”, da autora Deolinda Morais...

Arquivo

Mais Vistos