Siga-nos nas redes

País

Sindicato alerta para redução da qualidade dos serviços de obstetrícia devido à exaustão dos médicos

Publicado

em

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) garantiu hoje que os constrangimentos nas urgências de obstetrícia e nos blocos de partos verificam-se em vários hospitais do país, alertando que a situação “irá piorar” nos próximos meses.

“O SIM desde há mais de um ano que tem vindo a alertar para a gravíssima situação que se vive nos serviços de obstetrícia na área metropolitana de Lisboa, bem como em outros pontos do país”, adiantou à Lusa o secretário-geral do sindicato.

emissão em direto da famatv

Em vários hospitais do país registam-se “carências de escalas há muitos meses” na área da obstetrícia e da ginecologia, salientou Jorge Roque da Cunha, ao apontar os exemplos da área metropolitana de Lisboa, do Algarve e de Leiria.

“Este fim de semana no Algarve, na véspera de sábado, foram dois médicos deslocados de Portimão para garantir a urgência em Faro” e hoje o SIM recebeu uma “carta de colegas de Leiria, em que manifestam mais uma vez essa insuficiência” de médicos para assegurar as escalas completas, avançou o dirigente sindical.

Segundo Roque da Cunha, essa situação deve-se à “exaustão” dos médicos especialistas dos hospitais públicos, que em 2022 realizaram “cerca de 10 milhões de horas extraordinárias”.

“Em relação ao Hospital de Santa Maria e a muitos desses locais, a situação irá piorar” nos próximos meses, depois de muitos dos especialistas terem efetuado “300 ou 400 horas extra” cada um durante vários anos, alertou.

“Estamos a assistir este ano a uma atitude perfeitamente correta e justificável de médicos que não fazem mais do que as 150 horas [anuais] que são obrigatórias, daí que o Hospital de Santa Maria recorra aos privados” para os partos de baixo risco, referiu Roque da Cunha.

De acordo com o sindicalista, isto está a acontecer porque o Ministério da Saúde “não investe no reforço de médicos no Serviço Nacional de Saúde”.

“A questão de fundo tem a ver com essa incapacidade do Governo que não se irá resolver com propostas de aumentos salariais que nos foram apresentadas de cerca de 1,7% para os vários regimes de trabalho”, lamentou Roque da Cunha.

As grávidas de baixo risco referenciadas para o Hospital de Santa Maria estão a ser reencaminhadas para hospitais privados de Lisboa devido a “constrangimentos na escala clínica” da sala de partos, anunciou no domingo o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte (CHULN).

O centro explicou que esta decisão surge na sequência da “indisponibilidade de prestação de trabalho extraordinário acima das 150 horas anuais assumida por médicos do departamento e da [recente] demissão de chefes de equipa da Urgência de Obstetrícia e Ginecologia”.

De acordo com o CHULN, as equipas do Hospital de Santa Maria continuarão a assegurar os partos de alto risco, mas “por uma questão de previsibilidade para as famílias acompanhadas no CHULN, foi acionado o mecanismo extraordinário de colaboração com instituições privadas, previsto no plano sazonal de verão ‘Nascer em segurança no SNS’”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 12 horas

Meteoro: Técnicos estão a calcular trajetória da queda

O geofísico Rui Gonçalves informou que duas das quatro câmaras em Portugal da rede AllSky7 registaram o meteoro visto sábado...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Homem gravemente ferido após acidente de trabalho em Vermoim

Uma pessoa ficou ferida, na tarde desta segunda-feira, na sequência de um acidente de trabalho nas instalações do Horto de...

Desportohá 13 horas

Famalicão: Riba d’Ave é campeão e passa à 1.ª Divisão

Terminada mais uma jornada de disputas, que se realizaram este sábado e domingo. para a Associação de Futasal Amador de...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: GNR visa segurança dos peregrinos na operação “Bom Caminho 2024”

A GNR realiza a partir de hoje e até 31 de outubro a operação “Bom Caminho 2024” que visa promover...

Desportohá 15 horas

Badminton: FAC garante apuramento para a ‘Final Four’ da Liga de Clubes 2024

A equipa de badminton do Famalicense Atlético Clube disputou neste último sábado e domingo, terceira fase regular da Liga de...

Barceloshá 15 horas

Homem que matou a própria mãe em Barcelos condenado a 22 anos de prisão

O Tribunal de Braga condenou hoje a 22 anos de prisão um homem que matou, por asfixia, a mãe, de...

Desportohá 16 horas

Famalicão: Daniela Lopes e Mafalda Mesquita conquistam ouro e prata em Porto Santo

Este último sábado e domingo marcou mais um fim de semana de competições para os atletas do GD Natação de...

Desportohá 17 horas

Famalicão: 2.ª Jornada do Campeonato Concelhio de Ténis termina com vitórias para o Ténis Clube de Famalicão

Realizou-se, neste último sábado e domingo, a 2. etapa do Campeonato Concelhio de Ténis de Famalicão, que reúne em competição...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Atropelamento faz um ferido na Avenida do Brasil

Uma pessoa ficou ferida, ao início da tarde desta segunda-feira, na sequência de uma colisão rodoviária, na Avenida do Brasil,...

Famalicãohá 19 horas

Javalis de médio porte avistados junto a casas em Vale São Martinho

(Imagem de arquivo) Dois javalis de médio porte foram avistados na noite deste domingo, dia 19 de maio, junto às...

Arquivo

Mais Vistos