Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Linhas vermelhas antecipam subida da incidência com impacto incerto na saúde

Publicado

em

Mortalidade específica por Covid-19, está nos 33,3 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes, o que corresponde a uma diminuição de 20% relativamente ao último relatório. Hospitais do Norte continuam a ser os que apresentam maior ocupação em cuidados intensivos, com 36% do nível de alerta de 75 camas.

A pandemia de Covid-19 registou uma inversão da tendência decrescente das últimas semanas, devendo verificar-se um aumento da incidência de infeções, sendo ainda incerto o impacto nos serviços de saúde, alerta a análise de risco divulgada esta sexta-feira.

“A análise dos diferentes indicadores revela uma atividade epidémica de SARS-CoV-2 de intensidade muito elevada, com inversão da tendência decrescente que vinha a observar-se nas últimas semanas, podendo esperar-se um aumento da incidência à semelhança do observado em alguns países europeus”, refere o relatório das “linhas vermelhas”.

Segundo esta avaliação de risco da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), a dimensão do impacto do crescimento da incidência nos serviços de saúde e na mortalidade “é ainda incerta”, uma vez que está dependente do “nível de imunidade da população e da incidência nos grupos mais vulneráveis”.

De acordo com o documento, o sistema de saúde apresenta capacidade de acomodar o aumento de doentes com Covid-19, mas deve ser mantida a vigilância da situação epidemiológica e a manutenção das medidas de proteção individual e a vacinação de reforço.

De acordo com a DGS, na quarta-feira estavam internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) 70 doentes, o que corresponde a 27% do limiar definido como crítico de 255 camas ocupadas, abaixo dos 35% registados na semana anterior.

Os hospitais da região Norte continuam a ser os que apresentam maior ocupação em cuidados intensivos, com 36% do nível de alerta de 75 camas, e o grupo etário com maior número de pessoas internados nestas unidades era o dos 60 aos 79 anos.

Quanto à mortalidade específica por Covid-19, está nos 33,3 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes, o que corresponde a uma diminuição de 20% relativamente ao último relatório (41,7), o que revela uma tendência decrescente do impacto da pandemia neste indicador, referem as “linhas vermelhas”.

Apesar desta redução, o valor de 33,3 é ainda superior ao limiar de 20 óbitos em 14 dias por milhão de habitantes definido pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC), o “que se traduz num impacto elevado da epidemia na mortalidade”, adianta o documento.

Na quarta-feira, a incidência cumulativa a 14 dias estava nos 1.449 casos por 100 mil habitantes em Portugal, indicando uma intensidade muito elevada, com tendência estável, enquanto o índice de transmissibilidade (Rt) era de 0,99 a nível nacional e de 0,98 para o continente.

“Observou-se um valor de Rt igual ou superior a 1 em quatro das cinco regiões do continente, o que indica uma inversão para tendência crescente da incidência de infeção por SARS-CoV-2”, avança a análise de risco da pandemia.

O relatório refere ainda que a proporção de casos positivos nos testes realizados para SARS-CoV‑2 registada entre 3 e 9 de março foi de 20,1%, superior aos 13,5% do último relatório e acima do limiar de 4%.

A frequência da linhagem BA.1 da variante Ómicron é agora de 20,6% e com tendência decrescente, enquanto a linhagem BA.2, considerada mais transmissível, é já “claramente dominante”, sendo responsável por 79,4% das infeções.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Paíshá 25 minutos

Vem aí uma vaga de calor. Temperaturas máximas vão chegar ao 40 graus

Vem aí uma vaga de calor que, em algumas localidades, deverá durar a semana toda. Segundo as previsões do IPMA,...

Famalicãohá 2 horas

Guimarães: Ciclista morre após choque com automóvel

Um ciclista, de 72 anos, morreu ao início da tarde deste domingo após o choque com um automóvel na EN...

Famalicãohá 2 horas

Paulo Ricardo Lopes é o novo líder da Iniciativa Liberal de Famalicão

Paulo Ricardo Lopes foi eleito, este sábado, coordenador da Iniciativa Liberal de Famalicão. O Núcleo Territorial realizou eleições internas este...

Desportohá 2 horas

Equipa feminina do FC Famalicão começa a trabalhar esta segunda-feira

O Futebol Clube de Famalicão, nomeadamente a estrutura do Futebol Feminino, vai começar os trabalhos da nova temporada esta segunda-feira,...

Desportohá 3 horas

Ciclistas já estão nas ruas de Famalicão

Os ciclistas que participam no 34.º Grande Prémio de Ciclismo do Minho Juniores já estão a percorrer a última etapa...

Regiãohá 3 horas

Realizador famalicense Mário Macedo vence o Grande Prémio do Curtas Vila do Conde

Chega ao fim mais uma edição do festival internacional Curtas Vila do Conde que, entre 12 e 21 de junho,...

Desportohá 5 horas

Atleta famalicense Ana Marinho é campeã nacional dos 5000 mts

A atleta famalicense Ana Marinho (ao centro) sagrou-se, esta manhã, campeã nacional sub-23, dos 5000 metros. Ontem, sábado, Ana Marinho,...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Hélder Pereira reconduzido na liderança do CDS

Hélder Pereira foi reconduzido, por unanimidade, na liderança da concelhia do CDS-PP de Famalicão, que foi a votos este sábado....

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Festa em Honra de Santa Marinha termina hoje na Portela

Na freguesia de Portela, em Famalicão, termina este domingo a Festa em Honra de Santa Marinha, um evento tradicional e...

Barceloshá 6 horas

“Dia importantíssimo para a arquidiocese”. Quatro novos padres ordenados em Braga

O arcebispo de Braga, D. José Cordeiro, preside à ordenação de quatro novos padres. A cerimónia realiza-se este domingo à...

Arquivo

Mais Vistos