Siga-nos nas redes

País

Covid-19: GNR pede reforço nos testes caso vacinação dos seus militares seja adiada

Publicado

em

O presidente da Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) defendeu hoje que devem ser realizados testes com frequência às forças de segurança caso seja alterado o plano de vacinação contra a covid-19.

As declarações de César Nogueira surgem na sequência de uma notícia divulgada hoje pelo jornal Expresso, segundo a qual a vacinação das forças de segurança vai deixar de liderar as prioridades devido à escassez de vacinas, sendo reforçada a administração a pessoas com 80 ou mais anos e entre os 50 e os 79 anos com doenças crónicas.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



“Visto que o plano de vacinação vai ser alterado, no mínimo, aquilo que o Governo deve fazer é realizar testes de 15 em 15 dias ou de mês a mês a estes profissionais” para poder haver “uma melhor despistagem” e os militares “não andarem a infetar outras pessoas” porque todos os dias têm de andar no terreno.

Segundo César Nogueira, esses testes à covid-19 nunca foram realizados, dando o seu exemplo: “ontem [quinta-feira] fui vacinado, mas até à data de ontem nunca fiz um teste e ando todos os dias no terreno, sou patrulheiro, contacto com pessoas e não faço a menor ideia se fui infetado e já passou”.

César Nogueira disse perceber que devido à escassez de vacinas existam outras pessoas prioritárias, nomeadamente os idosos e pessoas com algumas patologias, mas lamentou serem “relegados novamente para trás”.

“Aquilo que nós achamos é que tudo isto está um pouco mal delineado, não sabemos o motivo deste atraso da vacina, certamente que será por atraso do fornecedor, mas isto é demonstrativo de que os profissionais da linha da frente, onde se incluem os profissionais das forças e serviços de segurança, mais uma vez, como já é apanágio, são relegados para um plano posterior”, lamentou o presidente da APG/GNR.

O presidente da APG/GNR estima que o número de vacinados não passará dos 2.000, faltando oito mil dos que estavam previstos vacinar nesta primeira fase do plano de vacinação.

Segundo o jornal Expresso, que cita declarações do coordenador da ‘task force’, Henrique Gouveia e Melo, a escassez de vacinas levou à alteração do plano inicial da vacinação, retardando a vacinação às Forças Armadas e forças de segurança, bombeiros, elementos de órgãos de soberania, como tribunais e o parlamento, e mesmo médicos que não estejam na linha da frente.

O grosso das vacinas disponíveis será administrado a dois grupos: a pessoas com 80 ou mais anos e a pessoas entre os 50 e os 79 anos com uma das quatro doenças de maior risco para a covid-19 (cardíaca, coronária, renal e respiratória grave).

De acordo com o jornal, a escassez das vacinas e a necessidade de proteger os mais vulneráveis à covid-19 levaram o novo coordenador da ‘task force’ a redefinir prioridades na vacinação.

Henrique Gouveia e Melo adiantou ao jornal, que 90% das vacinas disponíveis destinam-se agora a “salvar vidas” e apenas 10% a “ir reforçando a resiliência do Estado em período de pandemia”.

A covid-19 já matou em Portugal 15.754 pessoas dos 792.829 casos de infeção confirmados, segundo a Direção-Geral da Saúde.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Festival de Teatro Amador “Terras de Camilo” estreia nova edição este sábado

De 2 de março a 27 de abril, o auditório do Centro de Estudos Camilianos, em Seide, volta a receber...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão sob Aviso Amarelo: Rajadas de vento de 75 km/h e chuva este sábado

Depois de registada alguma chuva nos últimos dias, o concelho de Famalicão espera um sábado com agravamento das condições meteorológicas,...

Trofahá 7 horas

Feira anual da Trofa é já uma referência no norte do país

Realiza-se este fim de semana a já tradicional Feira Anual da Trofa. São esperadas milhares de pessoas, neste certame que...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão: Atropelamento rodoviário na Avenida Marechal Humberto Delgado faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida na manhã desta sexta-feira, na sequência de um atropelamento rodoviário na Avenida Marechal Humberto Delgado, no...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão: CITEVE e Braz Costa destacados como “rostos” da inovação e sucesso da indústria têxtil no concelho

Duas décadas depois, o atual diretor-geral do Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário- CITEVE, com sede em Vila Nova de Famalicão,...

Famalicãohá 10 horas

Famalicão: Campo de férias “Páscoa Aventura” decorre entre 25 e 28 de março

De 25 a 28 de março decorre o campo de férias “Páscoa Aventura”, uma iniciativa dinamizada pelo Município de Vila...

Desportohá 11 horas

Famalicão: Alunos da Academia Louro Kids brilham no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu

Os alunos da EB Lml Louro destacaram-se em Vizela, este sábado, no Campeonato Regional de Jiu-Jitsu Sistema de Luta onde...

Famalicãohá 12 horas

Famalicão: Serviços Municipais já destruíram mais de 8 mil ninhos de vespa asiática

Os Serviços Municipais de Proteção Civil (SMPC) de Vila Nova de Famalicão destruíram, ao longo da última década, mais de...

Economiahá 12 horas

Nova semana traz aumento no preço da gasolina mas gasóleo fica mais barato

Os preços dos combustíveis mais utilizados seguem tendências distintas já na próxima segunda-feira, assim indicam as previsões do setor, nesta...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Casa do Território expõe “10 anos de tesouros” arqueológicos

Uma parte de uma Ara (altar romano), utensílios da Idade do Bronze, o chão de uma lareira do Castro de...

Arquivo

Mais Vistos