Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Espanha aguarda pedido oficial para enviar ajuda para Portugal

Publicado

em

De modo a organizar com as suas comunidades autónomas um sistema de apoio para aliviar a pressão hospitalar de Portugal, o Governo espanhol aguarda por um pedido oficial de ajuda, revelou fonte diplomática espanhola.

“Temos total disponibilidade para ajudar Portugal” a lutar contra a pandemia de covid-19, disse fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros espanhol, acrescentando que, assim que se formalize o pedido de apoio, a questão será discutida com as comunidades autónomas do país.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



O setor da saúde está descentralizado em Espanha e são as várias regiões espanholas que fazem a gestão de, por exemplo, os meios hospitalares para apoiar os eventuais doentes portugueses que foram transferidos.

A Comissão Europeia disse hoje estar “pronta para ajudar” Portugal na crise sanitária criada pela pandemia de covid-19, podendo nomeadamente suportar os custos do destacamento de equipas médicas ou da transferência de pacientes, caso o país solicite tal assistência.

“O nosso Centro de Coordenação de Resposta a Emergências acompanha de perto a situação crítica relacionada com a pandemia de covid-19 em Portugal e está pronto a ajudar caso [o país] necessite de assistência”, escreveu hoje comissário europeu para Gestão de Crises, Janez Lenarcic, numa publicação na rede social Twitter.

Fonte do executivo comunitário assegurou que, até ao momento, Portugal não fez qualquer pedido formal à Comissão Europeia, sendo esse um requisito para a instituição avançar com a assistência ao país.

Existem, ao nível da União Europeia (UE), vários mecanismos para prestar assistência aos países que atingem a saturação dos seus sistemas de saúde devido à pandemia de covid-19 e que já foi usado por Estados-membros como a Bélgica ou Itália, nomeadamente o Instrumento de Apoio de Emergência, que financia o transporte de equipas médicas e de doentes, cobrindo ‘a posteriori’ até 100% dos custos.

Outro dos instrumentos são as reservas médicas da UE, que permitem a entrega rápida de equipamento médico como ventiladores e equipamento de proteção pessoal, com custo também coberto na totalidade pela Comissão Europeia.

Acresce, ainda, o Mecanismo de Proteção Civil da UE, através do qual o executivo comunitário coordena as ofertas de assistência e de solidariedade feitas por outros Estados-membros – de materiais como máscaras, equipamentos de proteção, entre outros -, podendo também cobrir até 75% dos custos de transporte.

Através deste Mecanismo de Proteção Civil da UE, a Comissão Europeia já coordenou e cofinanciou a entrega de mais de 15 milhões de suprimentos médicos a quase 30 países.

Certo é que a Alemanha e a Áustria já se ofereceram, de forma bilateral, a ajudar Portugal devido ao elevado número de novas infeções e à saturação do sistema de saúde, nomeadamente nos cuidados intensivos.

No caso da Alemanha, uma equipa de assistência médica com 26 membros das Forças Armadas alemãs chegará a Portugal na quarta-feira, como anunciou o Governo alemão em comunicado, fornecendo também camas hospitalares e equipamentos médicos.

Por seu lado, a Áustria já se disponibilizou para tratar pacientes graves nos seus hospitais.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.227.605 mortos resultantes de mais de 102,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo.

Em Portugal, morreram 12.757 pessoas dos 726.321 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Paíshá 2 horas

Inscrições para votar antecipadamente arrancam este domingo

Os eleitores recenseados em Portugal podem inscrever-se a partir deste domingo e até quinta feira, num município à sua escolha,...

Paíshá 2 horas

Hora do Planeta: já há data para o mundo se unir pela Sustentabilidade

Neste ano a Hora do Planeta assinala-se dia 23 de março (sábado) em todo o mundo, incluindo em Portugal, entre...

Famalicãohá 3 horas

Dia Mundial do Pensamento assinalado em Famalicão pelas Guias de Portugal

A Região de Braga da Associação Guias de Portugal (AGP) vai assinalar o Dia Mundial do Pensamento com um encontro...

Famalicãohá 4 horas

Domingo com muita chuva

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou os distritos de Braga e de Viana do Castelo sob...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: Incêndio em Vale S. Martinho provoca dois feridos

Um incêndio num anexo de uma habitação em Vale S. Martinho, mais precisamente na rua Eça de Queirós, provocou dois...

Paíshá 21 horas

Gasóleo desce três cêntimos e gasolina 1,5 cêntimos a partir de segunda-feira

Ao fim de seis semanas de ganhos, os preços dos combustíveis vão finalmente descer na próxima semana. O gasóleo, o combustível mais...

Barceloshá 22 horas

Barcelos: Trabalhador cai de altura de nove metros e fica em estado grave

Um homem ficou em estado grave, este sábado, na sequência de uma queda de nove metros de um edifício em...

Famalicãohá 1 dia

Associação Famalicão em Transição debate futuro das linhas de água e o Ecoparque de Cabeçudos

A Associação Famalicão em Transição retoma, este sábado, as “Conversas TeT – Território em Transição”, com o tema “Que futuro...

Regiãohá 1 dia

Neve cobre de branco e beleza várias localidades

É verdade que falta pouco mais de um mês para a chegada da Primavera. Mas, esta sexta-feira e sábado a...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Atropelamento em Joane provoca ferimentos em mulher de 70 anos

Um atropelamento, na vila de Joane, Famalicão, provocou, este sábado, ferimentos a uma mulher de 70 anos. Não se sabe,...

Arquivo

Mais Vistos