Siga-nos nas redes

País

Mais de 5 mil pessoas pediram intervenção de Marcelo na luta pela educação dos professores

Publicado

em

Mais de cinco mil pessoas assinaram uma petição ‘online’ a pedir a intervenção do Presidente da República no processo que opõe Ministério da Educação e sindicatos e que tem motivado greves nas escolas desde dezembro.

A petição foi colocada ‘online’ na segunda-feira e às 11:00 de hoje contava com 5.761 assinaturas.

Os subscritores pedem ao Presidente da República que, no sábado, compareça junto dos manifestantes que vão participar num protesto convocado pelo Sindicato de Todos os Profissionais de Educação (STOP), que começa junto ao Ministério da Educação e termina no Palácio de Belém.

“Senhor Presidente, neste dia 28 de janeiro, venha ter connosco à sua porta e ouça o que temos para dizer. Se nos ouvir e agir, talvez esse seja um dos momentos históricos da sua Presidência”, lê-se no abaixo-assinado.

A carta surge três dias após o fim da terceira ronda negocial para discutir a carreira e colocação dos professores, que terminou sexta-feira sem acordo e com os sindicatos a manterem as greves agendadas até fevereiro.

Na petição, acusam o Governo de se recusar a abordar ou negociar outros problemas que têm sido apresentados pelos sindicatos e de tentar “manipular o justo protesto”, razões que entendem justificar “bem uma intervenção do guardião da Constituição e este apelo”.

Os subscritores entendem que a Educação precisa “da atenção” do Presidente, que com “a sua autoridade, ao exigir ação e correção de políticas, pode significar um arrepiar de caminho ou até uma construção de caminho para os problemas se resolverem”.

Na carta, lembram algumas das lutas dos profissionais de educação, tais como os baixos salários – os “profissionais de Educação são muito mal pagos” – a recuperação do tempo de trabalho congelado durante a ‘troika’ ou o fim da precariedade.

“Há pessoas com mais de 20 anos de trabalho ainda sem carreira ou lugar de colocação. E, mesmo as medidas que agora são propostas pelo Governo, sobre concursos, não vão garantir estabilidade em Escola, mas só numa área, que pode ultrapassar a centena de quilómetros”, lê-se na carta.

Os signatários pedem a intervenção do presidente sobre a “desigualdade salarial entre profissionais das mesmas carreiras, muitas vezes puramente arbitrária, sejam das carreiras docentes ou não docentes”.

A falta de professores “que o desânimo com a condição e carreira gera” é outro dos temas em que gostariam que o Presidente da República interviesse, assim como no combate à “degradação da qualidade de ensino, gerada pela eventual contratação em “emergência” de professores não habilitados (que o Governo legislou e o senhor Presidente promulgou)”.

“A falta de respeito pelos direitos à vida familiar e à saúde” que resultam da colocação distante ou a “falta de atenção ao problema da aposentação de professores e outros profissionais” são outros dos temas em cima da mesa.

Neste momento estão a decorrer três greves organizadas por diferentes organizações sindicais: O STOP iniciou a greve em dezembro do ano passado, seguiu-se o Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE) e, mais recentemente, uma plataforma de sindicatos arrancou com protestos diários nos diferentes distritos do país.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Paíshá 9 horas

Fogo de artíficio das festas de São João no Porto vai ser lançado junto à Alfândega

O fogo de artifício das festas de São João, que esteve em risco de não acontecer devido às marés, foi...

Póvoa de Varzimhá 10 horas

Atrações do S. Pedro da Póvoa saem à rua já esta terça-feira

As celebrações das Festas de S. Pedro da Póvoa de Varzim têm início nesta terça-feira, dia assinalado com uma série...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: Temperaturas descem 10.º graus esta terça-feira

Famalicão espera, esta terça-feira, um dia de sol, embora nublado, e com uma descida abrupta das temperaturas, de acordo com...

Famalicãohá 13 horas

Academias Seniores de Famalicão cada vez mais unidas para combater o isolamento

Esta sexta-feira, o Parque de Lazer de Gondifelos foi o local do terceiro piquenique anual das Academias Seniores de Vila...

Famalicãohá 13 horas

Famalicão: Paulo Cunha nomeado como líder do grupo de eurodeputados da Aliança Democrática

O famalicense Paulo Cunha foi nomeado pelo líder do seu partido, Luís Montenegro, como líder do grupo de eurodeputados eleitos...

Desportohá 14 horas

Famalicão: Equipas do Clube de Xadrez A2D garantem permanência nos suas divisões

Este último sábado e domingo foi momento de realização das últimas sessões do 64.º Campeonato Nacional por Equipas da II...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Cabeçudos apresenta a sua Mostra Comunitária este sábado e domingo

A freguesia de Cabeçudos, em Famalicão, prepara-se para apresentar o que de melhor de faz neste local, com a apresentação...

Famalicãohá 18 horas

Famalicense Reverendo Monsenhor Mário Oliveira nomeado pelo Papa Francisco para Chefe da Chancelaria do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica

O Reverendo Monsenhor Mário Rui Fernandes Leite de Oliveira, natural do concelho de Famalicão, foi nomeado pelo Santo Padre como...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Esmeriz convida para a sua Mostra Comunitária este sábado

A freguesia de Esmeriz realiza, este sábado (29 de junho), a sua Mostra Comunitária, um evento dirigido à comunidade com...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: “Os Amigos do Moinho” de Vermoim celebram 5 anos na Casa do Artista Amador

A Casa do Artista Amador de Famalicão dá palco à música tradicional e popular portuguesa, este domingo (30 de junho),...

Arquivo

Mais Vistos