Siga-nos nas redes

País

Acidentes na estradas portuguesas mataram quase 400 pessoas em 2021

Publicado

em

 Os 28.868 acidentes rodoviários registados no ano passado provocaram 389 mortos, 2.093 feridos graves e 33.812 feridos ligeiros, uma diminuição de todos os indicadores em relação a 2019, mas um aumento face a 2020, à exceção das vítimas mortais.

Estes dados provisórios globais constam do balanço do ano 2021 da sinistralidade e fiscalização rodoviária hoje apresentados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que fez uma comparação com 2019, tendo em conta que 2020 foi um “ano atípico” devido à pandemia de covid-19.

“Por comparação com o ano 2019 são visíveis os progressos positivos ao nível de todos os indicadores, superiores à redução verificada no consumo de combustível rodoviários (menos 11%) e consequentemente à circulação rodoviária: menos 19% de acidentes com vítimas, menos 18% de vítimas mortais, menos 9% de feridos graves e menos 22% de feridos leves”, destaca o balanço da ANSR.

Comparativamente com 2020, a ANSR precisa que se verificou um aumento de 9% do número de acidentes com vítimas (mais 2.367), uma ligeira diminuição de 0,3% de mortos (menos uma), uma subida de 14% de feridos graves (mais 264) e também um aumento de 10% dos feridos ligeiros (mais 3.106).

Para a ANSR, estes resultados “são consequência, em grande medida, do facto do ano de 2020 ter sido um ano atípico, fortemente condicionado pelas restrições na mobilidade, e consequentemente com uma redução da circulação rodoviária, a qual teve um aumento em 2021, na mesma ordem de grandeza do aumento no consumo de combustível rodoviário: mais 5%”.

No entanto, também 2021 esteve condicionado pela pandemia e nos primeiros quatro meses do ano houve restrições nas deslocações, principalmente ao fim de semana, devido ao estado de emergência.

Os dados hoje divulgados mostram também um reforço da tendência decrescente verificada ao nível das vítimas mortais e dos feridos ligeiros e uma estabilização dos feridos graves desde 2017.

Segundo o balanço provisório, os despistes originaram no ano passado o maior número de vítimas mortais (185, 48% do total) e as colisões o maior número de feridos graves (920, 44% do total), enquanto os atropelamentos fizeram 47 vítimas mortais (12% do total) o que representou uma redução de 20% face ao ano anterior.

A ANSR avança que as maiores diminuições no número de vítimas mortais verificaram-se nos distritos de Portalegre (menos 67%), Guarda (menos 46%) e Castelo Branco (menos 36%) e os maiores aumentos registaram-se em Bragança (mais 180%), Braga (mais 54% e em Vila Real (mais 50%).

Quanto ao tipo de via, a maioria das vítimas ocorreu nos arruamentos, estradas municipais, estradas nacionais e regionais, tendo as autoestradas registado uma redução de 33% nas vítimas mortais (menos 16) e um aumento de 36% nos feridos graves (mais 40).

De acordo com a ANSR, os meses de julho, agosto e setembro foram os que registaram o maior número de vítimas mortais (144, 37%), sendo que o maior número de feridos graves se registou em agosto, setembro e outubro (670, 32%).

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Desportohá 2 horas

FC Famalicão: Aston Villa quer Luiz Júnior e vai apresentar proposta

Depois de uma época notável ao serviço do FC Famalicão, as qualidades do guarda redes brasileiro Luiz Júnior têm gerado...

Desportohá 2 horas

Conheça os vencedores da prova de motocross CNMX realizada em Vieira do Minho

A Fama Rádio e Televisão esteve em Vieira do Minho, este domingo, para acompanhar a prova CNMX da Federação de...

Desportohá 3 horas

Famalicense Sérgio Silva sagra-se novamente Campeão Nacional no salto em comprimento, salto em altura e triplo salto

O atleta famalicense Sérgio Silva esteve em competição, nesta última sexta-feira e sábado, nos Campeonatos de Portugal Master, que se...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Ribeirão em Festa com mais de 15 dias de animação e eventos

A vila de Ribeirão prepara para o próximo fim de semana o evento “Ribeirão em Festa”, um evento dedicado à...

Desportohá 4 horas

Famalicão: Atletas da PatinAVE no Ribatejo para disputar o Campeonato Nacional de Solo Dance

As atletas da Academia de Patinagem do Ave – PatinAVE Mariana Araújo, Daniela Silva e Inês Ferreira deslocaram-se a Alverca...

Famalicãohá 5 horas

Famalicão: Colisão na A3 faz dois feridos junto às portagens de Cruz

Duas pessoas ficaram feridas, na manhã desta segunda-feira, na sequência de uma colisão rodoviária entre dois veículos ligeiros, na A3...

Desportohá 5 horas

FC Famalicão contrata Rodrigo Pinheiro ao FC Porto

Estará prestes a chegar ao FC Famalicão Rodrigo Pinheiro, defesa do FC Porto de 21 anos que agora termina o...

Famalicãohá 23 horas

Famalicão: Homem encontrado morto à porta de um prédio. Queda terá sido a causa da morte

Um homem, com cerca de 40 anos, morreu, na madrugada deste domingo, sendo que as causas da morte ainda estão...

Desportohá 24 horas

Euro2024: Marco Guida vai arbitrar a estreia de Portugal diante da República Checa

O árbitro italiano Marco Guida vai arbitrar a estreia de Portugal no Euro2024 frente à República Checa, em partida agendada...

Desportohá 1 dia

Atletismo: EARO, de Famalicão, no top ten dos Campeonatos Nacionais Sub16. Sporting sagrou-se campeão

A Escola de Atletismo Rosa Oliveira (EARO) participou este sábado, dia 15 de junho, com três atletas da sua formação...

Arquivo

Mais Vistos