Siga-nos nas redes

Mundo

Dia dos Direitos Humanos: António Guterres, “A pobreza e a fome estão a aumentar”

Publicado

em

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, alertou hoje para a crescente ameaça que a desigualdade, o autoritarismo e os conflitos armados representam para os direitos e liberdades da população do planeta.

Guterres um fez estas observações durante o discurso pela comemoração hoje do 75.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



“O mundo está a perder o rumo”, afirmou Guterres.

“Os conflitos estão a espalhar-se com virulência. A pobreza e a fome estão a aumentar. As desigualdades estão a tornar-se mais profundas, as alterações climáticas tornaram-se uma crise humanitária, o autoritarismo está a aumentar, o espaço civil está a diminuir, os meios de comunicação estão sitiados, a igualdade de género é um sonho distante e os direitos reprodutivos das mulheres estão a retroceder”, lamentou o secretário-geral da ONU.

Todas estas crises ameaçam a Declaração Universal dos Direitos Humanos, segundo o responsável da ONU.

“Todos os seres humanos nascem livres e iguais na sua dignidade e direitos”, referiu Guterres, acrescentando que este princípio deveria ser “o roteiro para acabar com as guerras, curar divisões e promover uma vida de paz e dignidade para todos”.

“A Declaração Universal dos Direitos Humanos mostra-nos o caminho para resolver tensões, exercer valores comuns e criar a segurança e a estabilidade que o nosso mundo tanto anseia”, afirmou o secretário-geral da ONU.

Neste sentido, Guterres apelou para que os Estados-membros da ONU “reforcem o seu compromisso com os valores intemporais” refletidos na Declaração, especialmente tendo em vista a Cimeira do Futuro, que se vai realizar em setembro de 2024, na qual os líderes mundiais discutirão novos aspetos sociais, culturais e económicos a seguir durante a próxima década.

O Alto-Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Volker Türk, também afirmou hoje a importância do Declaração Universal dos Direitos Humanos.

“Agora, mais do que nunca, é a hora dos Direitos Humanos”, observou, dizendo que a Declaração “não é apenas um documento histórico, mas um testemunho vivo” da humanidade que partilhamos, “um guia intemporal”.

Na opinião do Alto-Comissário, o mundo sofre atualmente com níveis de conflitos violentos nunca vistos desde o final da II Guerra Mundial, com o agravamento das desigualdades, o aumento da discriminação e o discurso do ódio, da impunidade, do aumento das divisões e polarização, além da emergência climática.

“Isto realça ainda mais a necessidade de fazer um balanço, aprender lições e delinear em conjunto uma visão para o futuro baseada nos direitos humanos. A Declaração Universal oferece uma promessa de que todos nascemos em igualdade de direitos e dignidade e um plano de ação. Este ato constitui um momento de grande reflexão para buscarmos conjuntamente soluções comuns focadas nos direitos humanos”, destacou Türk.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Paíshá 8 minutos

Depressão “Louis” chega com chuva vento e agitação marítima

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou para vermelho o aviso meteorológico para sete distritos do continente,...

Paíshá 24 minutos

Rei dos Catalisadores julgado por atropelar 3 ciclistas em fuga à PSP

Está prestes a ser julgado, neste mês de Março, o Rei Dos Catalisadores, alcunha pela qual é conhecido Vítor Macedo....

Famalicãohá 53 minutos

União de Freguesias de Carreira e Bente dá as boas vindas ao novos bebés com vales de apoio à natalidade

A União de Freguesias de Carreira e Bente segue com o seu programa de apoio à natalidade “Olá Bebé”. Esta...

Famalicãohá 10 horas

Chega alega ter sido recebido “aos tiros” em Famalicão. Polícia desmente disparos

O presidente do Chega denunciou esta quarta-feira que a caravana do partido foi recebida por tiros em Vila Nova de...

Desportohá 13 horas

Seleção Nacional de ténis de mesa qualifica-se para os Jogos Olímpicos Paris2024

A seleção portuguesa masculina qualificou-se hoje para o torneio por equipas de ténis de mesa dos Jogos Olímpicos Paris2024, ao...

Economiahá 15 horas

Polónia ultrapassa Portugal no valor do salário mínimo

Portugal desceu uma posição na tabela e agora tem o 11º salário mínimo mais alto da União Europeia. De acordo...

Famalicãohá 16 horas

Famalicão: “Máximas” descem dos 23.º para os 15.º graus esta semana. Chuva vai fazer-se sentir esta quinta-feira

Famalicão espera, esta quinta-feira, um dia de chuva (com probabilidade de 100%) assim como uma descida da temperatura máxima, gradual...

Famalicãohá 17 horas

Galeria Municipal de Famalicão expõe obras de Pedro Chorão até 18 de maio

“Superfícies” é o título da mais recente exposição em exibição na galeria municipal Ala da Frente, com obras criadas por...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Colisão rodoviária em Ruivães faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida, na tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão entre dois veículos ligeiros na Avenida de...

Bragahá 18 horas

Mulher grávida de 20 semanas atropelada junto ao Centro de Saúde de Fafe

Uma mulher grávida ficou ferida, na manhã desta quarta-feira, na sequência de um atropelamento na rua José Ribeiro Vieira de...

Arquivo

Mais Vistos