Siga-nos nas redes

Mundo

Cientistas conseguiram que olhos de um morto voltassem a responder à luz cinco horas depois do óbito confirmado

Publicado

em

Cientistas conseguiram trazer os olhos das pessoas mortas de volta à vida numa potencial descoberta que poderia significar que a própria morte poderia um dia ser reversível, avança o New York Post.

As células fotossensíveis na retina foram capazes de responder à luz até cinco horas após a morte.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Os testes laboratoriais mostraram que enviavam sinais “semelhantes aos registados a partir de sujeitos vivos”.

Estes neurónios na retina fazem parte do sistema nervoso central, que inclui o cérebro e a medula espinal.

A descoberta, feita por investigadores norte-americanos e publicada na revista Nature, levanta a possibilidade de outras células do SNC também poderem ser restauradas no futuro.

Os peritos disseram que o seu estudo “levanta a questão de saber se a morte cerebral, tal como é actualmente definida, é verdadeiramente irreversível”.

Para alcançar os seus resultados, os cientistas conceberam uma unidade especial de transporte que poderia restaurar o oxigénio e outros nutrientes aos olhos 20 minutos após ter sido removida de um doador falecido.

A autora principal do estudo, Dra. Fatima Abbas, da Universidade de Utah, afirmou: “Conseguimos acordar células fotorreceptoras na mácula humana, que é a parte da retina responsável pela nossa visão central e pela nossa capacidade de ver os detalhes e a cor.

Em olhos obtidos até cinco horas após a morte de um doador de órgãos, estas células responderam a luz brilhante, luzes coloridas e mesmo flashes de luz muito fracos”.

A nova investigação vai um passo além de um estudo da Universidade de Yale de 2019 que reiniciou os cérebros de 32 porcos decapitados abatidos quatro horas antes.

O estudo de Yale não conseguiu reavivar a actividade nos neurónios.

Conseguimos fazer com que as células da retina “falassem” umas com as outras, da forma como o fazem no olho vivo’, disse o Dr. Frans Vinberg, também de Utah.

Isto nunca foi conseguido na medida em que agora demonstrámos”, acrescentou.

Os investigadores também esperam que o avanço possa acelerar novas terapias para a perda da visão e melhorar a sua compreensão das doenças cerebrais.

O Dr. Vinberg acrescentou que os investigadores esperavam que o processo que a equipa desenvolveu para apoiar os olhos após a doação pudesse ser utilizado noutras investigações e que mais pessoas fossem inspiradas a doar os seus olhos à ciência.

“A comunidade científica pode agora estudar a visão humana de formas que simplesmente não são possíveis com animais de laboratório”, disse ele.

‘Esperamos que isto motive sociedades doadoras de órgãos, doadores de órgãos, e bancos de olhos, ajudando-os a compreender as novas e excitantes possibilidades que este tipo de investigação oferece’.

A morte cerebral é uma condição em que o cérebro de uma pessoa deixa de funcionar em resultado do corte do oxigénio ou do fornecimento de sangue.

Segundo a lei britânica, isto significa que a pessoa morreu, pois nunca recuperará a consciência, apesar de o seu coração e pulmões continuarem a trabalhar com ajuda de tecnologia médica como um ventilador.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 7 minutos

Famalicão: Refood dá a conhecer trabalho desenvolvido no combate ao desperdício alimentar

O núcleo de Famalicão da  Refood, associação que combate o desperdício alimentar e ao mesmo tempo alimenta as pessoas mais...

Famalicãohá 1 hora

Famalicão: Exposição de fotografia mostra aves de Ribeirão 

É inaugurada este domingo, dia 3 de março, nas Piscinas de Ribeirão, Famalicão,  a exposição de fotografia “Ao encontro das...

Famalicãohá 1 hora

Famalicão: incêndio provoca danos materiais num armazém em Joane

Um incêndio provocou, na manhã deste sábado, danos materiais num armazém na vila de Joane, mais concretamente na Avenida Sr....

Paíshá 2 horas

Comboios: foi desconvocada a greve da Infraestruturas de Portugal

A greve dos trabalhadores da Infraestruturas de Portugal (IP) prevista para as próximas terça e quinta-feira foi desconvocada. “A Infraestruturas...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: PS e autarca da UF de Ruivães e Novais “aquecem” sessão da Assembleia Municipal

O presidente da Junta da União de Freguesias (UF) de Ruivães e Novais e a bancada do Partido Socialista envolveram-se...

Paíshá 5 horas

Na próxima semana há nova greve nos comboios. Previstas fortes perturbações para os utentes

Na próxima semana, esperam-se problemas na circulação dos comboios em Portugal Em causa está a greve marcada pelos trabalhadores da...

Famalicãohá 5 horas

Famalicão: Inteligência Artificial é tema para mais uma das Conferências em Educação  

A Escola Padre Benjamim Salgado, em Joane, Famalicão, é o palco para a próxima sessão do Ciclo de Conferências em...

Desportohá 6 horas

Hóquei: FAC e RHAC disputam 19º jornada do campeonato nacional da I Divisão 

Realiza-se, este fim de semana, a 19º jornada do campeonato nacional da I Divisão em Hóquei em Patins. Hoje, sábado,...

Famalicãohá 6 horas

Luís Montenegro encontra-se com jovens em Famalicão este sábado

Luís Montenegro regressará a Famalicão hoje. sábado, para um encontro com jovens de todo o concelho.   O líder da Aliança...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: Festival de Teatro Amador “Terras de Camilo” estreia nova edição este sábado

De 2 de março a 27 de abril, o auditório do Centro de Estudos Camilianos, em Seide, volta a receber...

Arquivo

Mais Vistos