Siga-nos nas redes

Famalicão

Empresários do Minho pedem redução significativa da carga fiscal dos trabalhadores

Publicado

em

A Associação Empresarial do Minho (AEMinho) defendeu hoje a necessidade de uma redução “significativa e efetiva” da carga fiscal dos trabalhadores, especialmente os mais jovens, tanto em sede de IRS como dos descontos para a Segurança Social.

Em comunicado, aquela associação, com sede em Braga, sublinhou que é urgente fazer com que o IRS “reflita o tecido social em Portugal”.

“Somos um país assente na classe média e os escalões de IRS devem refletir isso mesmo. Menos escalões, com uma incidência de contribuições nos rendimentos mais elevados e com menos incidência nos rendimentos mais reduzidos, mas com uma correspondência realista na situação económica e no seu impacto nos rendimentos”, explica.

Para a AEMinho, “não se pode considerar ricos aqueles contribuintes que nem uma casa conseguem arrendar ou que não conseguem fazer face à escalada inflacionista”.

“Tem de existir um observatório que acompanhe e ajuste estas situações”, aponta.

Por outro lado, a associação diz que não se pode “eternizar o falhanço que foi o esquema de Segurança Social adotado no passado, pressionando os trabalhadores com cargas de contribuições elevadas”.

“Mesmo o sistema tem de ser repensado, na medida em que, claramente, foi e é um fracasso do ponto de vista da sua sustentabilidade”, sustenta.

A AEMinho diz que é preciso “pensar num sistema no qual o contribuinte possa optar e assumir escolhas em matéria de contribuições, com a respetiva correspondência nas futuras pensões e assistência”.

“Mais uma vez, evidenciamos que o Estado não gere melhor do que o privado, como aliás é evidente pelo estado em que se encontra a Segurança Social em Portugal”, refere.

Segundo a AEMinho, a redução efetiva e concreta da carga fiscal é “uma emergência nacional”.

Nesse sentido, diz ainda ser “imperativo” que as taxas que são cobradas aos contribuintes “sejam reduzidas e muitas vezes eliminadas”.

Considera que “não é sustentável nem próspera uma economia na qual se paga ao Estado para fazer tudo, mesmo e essencialmente o que nem consome recursos do mesmo, nem tem sequer relação com ele”.

“É mais uma questão de lisura. Os cidadãos não se apercebem dos milhões de euros que pagam em taxas e taxinhas pelo poder que o Estado tem de complicar e maquilhar estes processos”, critica.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

PASSOU EM DIRETO

Publicidade Publicidade

pub

LER JORNAL

Artigos Recentes

Desportohá 4 minutos

Cláudio Martins assume cargo de treinador da equipa de futsal do FC Famalicão

Nesta fase de transferências, chegam notícias para a equipa de futsal do FC Famalicão, que ganha agora um novo treinador....

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Calor mantém-se apesar de uma descida ligeira das temperaturas esta quinta-feira

Famalicão espera um dia de sol, esta quinta-feira, embora mais nublado e assinalando uma ligeira descida das temperaturas, de acordo...

Famalicãohá 2 horas

Famalicenses dizem “presente” na sessão de esclarecimento do Plano Diretor Municipal

O auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco encheu-se, esta segunda-feira, para a primeira sessão de esclarecimento da segunda revisão...

Famalicãohá 3 horas

Incêndio na Trofa: Dois bombeiros feridos transportados para o Hospital de Famalicão

Totaliza já três feridos, o incêndio que decorre no parque exterior de uma empresa em Guidões, na Trofa, local onde...

Desportohá 4 horas

FC Famalicão apresenta-se frente ao La Coruña em jogo com entrada gratuita para sócios

O FC Famalicão prepara-se para apresentar os reforços que irão compor o plantel da próxima temporada, já na próxima terça-feira...

Famalicãohá 5 horas

DJ Padre Guilherme convida para o “Sunset Solidário Guita” este domingo

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses convidam para o “Sunset Solidário Guita”, que se realiza este domingo com a presença do DJ...

Desportohá 6 horas

FC Famalicão venceu FC Penafiel por 3-1 em mais um jogo de preparação da pré-época

O FC Famalicão disputou, na manhã desta quarta-feira, mais um jogo à porta fechada, referente ao período de preparação para...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Praça-Mercado recebe mais uma noite de fado esta quinta-feira

Esta quinta-feira será mais um dia de música ao vivo na Praça-Mercado de Famalicão, que recebe mais uma edição do...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão: Homem de 43 anos identificado por furto de plantas num horto em Joane

Um homem de 43 anos foi identificado pela GNR de Barcelos, na sequência de um furto na vila de Joane,...

Regiãohá 8 horas

Colisão rodoviária fez três feridos Touguinhó, Vila do Conde

Três pessoas ficaram feridas, ao início da noite desta terça-feira, na sequência de uma colisão entre dois veículos ligeiros, em...

Arquivo

Mais Vistos