Siga-nos nas redes

Economia

Governo promete ajudar empresas e famílias até ao final da pandemia

Publicado

em

O ministro de Finanças considerou hoje que o Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) é o exercício orçamental mais difícil e exigente dos últimos anos, assegurando que o Governo continuará a apoiar empresas e famílias enquanto durar a pandemia.

“Neste contexto de incerteza queria aproveitar para deixar novamente uma mensagem de esperança às empresas e trabalhadores: enquanto durar a pandemia o Governo não deixará de continuar a apoiar o emprego, ajudando as empresas a suportar os custos do trabalho nos setores mais atingidos pela crise”, referiu João Leão na abertura da 16.ª Conferência Anual da Ordem dos Economistas sobre o Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) que está a decorrer em Lisboa.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



Durante a sua intervenção, por vídeo, o ministro referiu que o Orçamento do Estado para 2021 é “o exercício orçamental mais difícil e exigente dos últimos anos”, mas assinalou que Portugal chegou “a esta crise com capacidade para dar uma resposta forte que o país precisa”.

A pandemia que atingiu a Europa no início deste ano provocou “uma crise económica e social sem precedentes”, e os seus efeitos económicos e sociais vão estender-se para além de 2020, referiu o ministro das Finanças, assinalando, neste contexto, as quatro prioridades a que o OE2021 tenta responder, ajudando o país a enfrentar a pandemia, recuperar a economia, proteger o emprego e proteger o rendimento das famílias.

“Este é um orçamento que estabelece as bases para uma recuperação económica rápida e robusta através de uma política anticíclica de combate à crise que aposta na recuperação da economia e na proteção do emprego e do rendimento”, fazendo-o “com sentido de responsabilidade”.

Do lado da resposta à pandemia João Leão salientou o reforço do Orçamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS) da ordem de mil milhões de euros (mais 10% em termos homólogos) e na Educação através do programa de digitalização das escolas e reforço de recursos humanos.

No âmbito da prioridade da recuperação da economia, o ministro destacou as medidas de política fiscal incluídas no OE2021 que permitirão aumentar em 550 milhões de euros o rendimento disponível das famílias através da redução das tabelas de retenção na fonte, da descida do IVA da eletricidade e da devolução do IVA gasto em compras nos setores mais afetados pela pandemia (O ‘IVAucher’).

A estas medidas, referiu, juntam-se as dirigidas às empresas nomeadamente a redução das tributações autónomas para as micro, pequenas e médias empresas, o crédito fiscal extraordinário ao investimento, a extensão das moratórias de crédito até setembro de 2021 e a criação de linhas de crédito com garantia do Estado até cerca de 6 mil milhões de euros.

João Leão salientou ainda as medidas de proteção ao rendimento das famílias onde incluiu o aumento extraordinário das pensões mais baixas (até 1,5 Indexante de Apoios Sociais) de 10 euros, “aumento do salário mínimo nacional em linha com o aumento médio da anterior legislatura” e o aumento de 3% da massa salarial na administração pública.

“No âmbito desta crise é importante não deixar ninguém para trás e estar atento aos que perdem emprego ou reduziram a atividade”, disse ainda assinalando, neste contexto o apoio extraordinário dirigido a trabalhadores por conta de outrem, trabalhadores independentes e domésticos sem subsídio de desemprego ou com perdas de rendimento superiores a 40%, que contempla um valor entre 50 euros e 501 euros.

A medida consta da proposta do OE2021, sendo que as alterações entretanto acordadas entre o Governo e os partidos à esquerda vai permitir que chegue a 250 mil pessoas. O custo da medida deverá rondar os 633 milhões de euros.

A secretária de Estado do Orçamento, Cláudia Joaquim, que também participou nesta conferência, referiu, por seu lado que “apesar da emergência economia e social” que o país vive na sequência da pandemia e das respostas que têm vindo a ser dadas, “o Governo mantém a preocupação da manutenção” do rigor das contas públicas, não perdendo de vista o equilíbrio económico e orçamental.

Cláudia Joaquim disse ainda que, se por um lado, este é um Orçamento “exigente”, será “seguramente um orçamento que implicará uma necessidade” de o Governo ir adaptando as medidas de política em função das necessidades que vão surgindo na sequência da evolução da pandemia.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 12 horas

Aviso Amarelo por previsão de queda de neve no distrito de Braga

 O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu hoje avisos de queda de neve para 10 distritos do...

Desportohá 14 horas

FC Famalicão: Ninguém “respira” até alcançar nova vitória frente ao Arouca. JP Sousa lidera um plantel “super confiante e motivado”

O treinador do Famalicão reforçou hoje a necessidade de manter, frente ao Arouca, o registo de vitória, e disse que...

Famalicãohá 15 horas

Famalicão espera fim de semana de chuva. “Máximas” entre os 12.º e 13.º graus

Famalicão espera um fim de semana de chuva e com temperaturas significativamente mais baixas do que as registadas na última...

Famalicãohá 15 horas

Imigrantes procuram uma vida melhor em Famalicão

Os dados mais recentes datam de 2020 e apontam para a existência de cerca de 2.500 estrangeiros em Famalicão com...

Desportohá 16 horas

A febre do Padel! As melhores cidades portuguesas para os amantes da modalidade

Experimente a adrenalina do padel como nunca antes!   Foto: © Manuel pappacena, via unsplash No estimulante mundo do desporto,...

Famalicãohá 16 horas

Famalicão: Despiste na A3 em Cruz faz dois feridos

Duas pessoas ficaram feridas, na tarde desta quinta-feira, na sequência do despiste de um veículo de transporte de mercadorias, na...

Famalicãohá 17 horas

Câmara de Famalicão vai reforçar a iluminação pública no Campo da feira

A Câmara de Famalicão vai avançar com uma intervenção do campo da feira que prevê o reforço da iluminação pública,...

Desportohá 17 horas

Jogos da I Liga homenageiam trabalho de vida de Artur Jorge falecido aos 78 anos

Os jogos de hoje de Benfica, Sporting de Braga e Sporting na Liga Europa de futebol terão um tributo ao...

Desportohá 18 horas

Roteiro Associativo com a 365 Running Project

Esta semana, os nossos convidados representam a Associação de Desporto e Aventura 365 Running Project, uma associação dedicada ao trail...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: Festival de Teatro Amador “Terras de Camilo decorre entre 02 de março e 27 de abril

O Centro de Estudos Camilianos, em Seide, recebe o XVII Festival de Teatro Amador “Terras de Camilo”, entre os dias...

Arquivo

Mais Vistos