Siga-nos nas redes

Desporto

Hóquei: Riba d’Ave HC descontente com arbitragem em fim de semana competitivo

Publicado

em

Este sábado, o Riba d’Ave HC fez uma visita ao reduto da AD Valongo, onde testemunhou o seu plano de jogo ser fortemente condicionado por uma arbitragem desfavorável, lamentam, os responsáveis do clube, factor esse que alegam ter pesado nos eventos em pista e favoreceu desde cedo os locais. Apesar de um bom começo em pista por parte dos anfitriões, a verdade é que só conseguiram marcar em lances de bola parada e quando estavam em superioridade numérica. Aos 7 minutos, João Almeida abriu o marcador com um livre direto, o primeiro de seis lances livres diretos concedidos aos locais.

Se não fosse um lance de bola parada, os valonguenses causavam estragos quando estavam em superioridade numérica. Após um cartão azul para “Nery” (o primeiro de quatro que os ribadavenses viram), Francisco Silva aproveitou a vantagem numérica para elevar a contagem para 2-0 (após João Almeida ter falhado um livre direto).

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



O segundo cartão azul para a equipa de Raúl Meca surgiu 4 minutos antes do intervalo, quando Pedro Silva foi penalizado pelos árbitros. No único momento em que os locais foram superiores aos ribadavenses, Miguel Moura foi eficaz em um livre direto e fez o 3-0, uma vantagem que não refletia o que estava a acontecer em pista. Antes do intervalo, Gustavo Pato reduziu para 3-1 aos 22 minutos.

O Riba d’Ave HC/Sifamir entrou na segunda metade do jogo em busca de uma mudança no rumo dos acontecimentos. No entanto, a proliferação de cartões azuis e a falta de consistência na arbitragem desgastaram os visitantes. Aos 9 minutos, Pedro Silva recebeu o segundo cartão azul, mas, no subsequente livre direto, Shehda defendeu o remate de João Almeida. O RAHC resistiu ao período de power-play e, durante esse tempo, teve a oportunidade de marcar num livre direto devido à 10ª falta cometida pelos locais, mas Tiago Freitas (influente até o final) defendeu o remate do francês Rémi Herman. O ímpeto estava claramente do lado do Riba d’Ave, com os locais incapazes de contrariar o jogo superior dos ribadavenses. Aos 15 minutos, Franco Pósito marcou o 3-2. O RAHC continuou a dominar o jogo na tentativa de anular a desvantagem, mas a arbitragem irregular voltou a prevalecer.

A sete minutos do final, num lance que claramente deveria ter sido um livre direto ou um pênalti (à escolha do árbitro), o árbitro Miguel Matos optou por ignorar a situação, castigando surpreendentemente “Nery” com o segundo cartão azul da tarde. No subsequente livre direto, Miguel Moura marcou o 4-2. Com uma notável resiliência aos olhos de todos os amantes do desporto, a equipa de Raúl Meca lutou até ao fim, e “Folhetas” reduziu para 4-3 a 4 minutos do final. Um minuto e meio depois, o Valongo desperdiçou outro livre direto devido à 10ª falta do Riba d’Ave, mas Francisco Silva aproveitou o avanço ofensivo dos visitantes e praticamente selou o jogo ao marcar o 5-3 a um minuto e 19 segundos do final. Raúl Meca arriscou tudo e retirou Shehda para colocar mais um jogador de campo, mas do outro lado, Tiago Freitas continuou a ser um obstáculo ao esforço do Riba d’Ave, que acabou por ceder com um último golo a apenas 8 segundos do fim, com a baliza desprotegida.

Na quarta-feira, 1 de Novembro, às 18h30, o Riba d’Ave HC/Sifamir receberá o OC Barcelos num jogo da 6ª jornada da competição.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 4 horas

Chega alega ter sido recebido “aos tiros” em Famalicão. Polícia desmente disparos

O deputado Pedro dos Santos Frazão do Chega divulgou um vídeo onde alega que uma caravana do seu partido terá...

Desportohá 8 horas

Seleção Nacional de ténis de mesa qualifica-se para os Jogos Olímpicos Paris2024

A seleção portuguesa masculina qualificou-se hoje para o torneio por equipas de ténis de mesa dos Jogos Olímpicos Paris2024, ao...

Economiahá 9 horas

Polónia ultrapassa Portugal no valor do salário mínimo

Portugal desceu uma posição na tabela e agora tem o 11º salário mínimo mais alto da União Europeia. De acordo...

Famalicãohá 10 horas

Famalicão: “Máximas” descem dos 23.º para os 15.º graus esta semana. Chuva vai fazer-se sentir esta quinta-feira

Famalicão espera, esta quinta-feira, um dia de chuva (com probabilidade de 100%) assim como uma descida da temperatura máxima, gradual...

Famalicãohá 11 horas

Galeria Municipal de Famalicão expõe obras de Pedro Chorão até 18 de maio

“Superfícies” é o título da mais recente exposição em exibição na galeria municipal Ala da Frente, com obras criadas por...

Famalicãohá 12 horas

Famalicão: Colisão rodoviária em Ruivães faz um ferido

Uma pessoa ficou ferida, na tarde desta quarta-feira, na sequência de uma colisão entre dois veículos ligeiros na Avenida de...

Bragahá 13 horas

Mulher grávida de 20 semanas atropelada junto ao Centro de Saúde de Fafe

Uma mulher grávida ficou ferida, na manhã desta quarta-feira, na sequência de um atropelamento na rua José Ribeiro Vieira de...

Paíshá 13 horas

Marco Paulo trava batalha contra o cancro pela 3.ª vez

Depois de algumas batalhas contra problemas de saúde, travadas nos últimos anos, o cantor e apresentador português Marco Paulo volta...

Paíshá 14 horas

Quase 2,5 milhões de pessoas já foram vacinadas contra a gripe desde setembro

Quase 2,5 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe desde o início da campanha de vacinação sazonal, segundo o...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Autora Deolinda Morais da Silva apresenta novo livro em Ribeirão este sábado

É apresentado no próximo sábado, 24 de fevereiro, em Ribeirão, o livro “O Despertar da Alma”, da autora Deolinda Morais...

Arquivo

Mais Vistos